Quando a força nos falta

23.5.17

Hoje sinto-me exausta!! E a querer ir para uma ilha deserta...

Muitas vezes sinto o corpo a pedir para abrandar o ritmo, parece que já não dá mais... 

É como se as energias começassem a fraquejar, sendo que não temos margem para dizer "volto já". É respirar fundo 10 vezes e tentar ir buscar a pouca energia que ainda nos resta.

Hoje sinto-me assim, apetecia-me chegar a casa, abraçar os meus filhos e de seguida deitar-me na cama, ver uma série abraçada a um balde gigante de pipocas e adormecer. 

Acredito que não seja a única. É este o grande papel de uma mãe é saber lidar com a falta de forças em prol dos seus filhos.

Em tempos vi um vídeo que retratava exatamente o que nós mães fazemos e que muitas vezes nem temos conciência da força da natureza que somos.


Basicamente somos diretoras de operações mas sem nenhum ordenado associado, trabalhamos em pé horas ilimitadas, 135 horas por semana, sem intervalos, sem horas para comer, sem horas para ir à casa de banho, sem hora para dormirmos, sem margem para férias e ainda somos "obrigadas" a ter um mestrado em medicina, finanças e gastronomia.

Por tudo isto somos as maiores!!

Gostava de dizer que ia dormir, mas vou mesmo voltar ao meu trabalho, o de ser mãe.

Boa noite :)




Sem comentários:

Publicar um comentário