Babysitter

18.8.17


Sim, levámos babysitter de férias.

Porque não?!?

Posso garantir que foi a forma que eu e o B encontrámos para usufruir (um pouco) da palavra férias.

Presentemente férias não são bem férias, atrevo-me mesmo a dizer que chegamos mais cansados do que vamos. Praia e piscina cansam bastante e se juntarmos a esta fórmula filhos e pequenos é a equação adequada para um Boom de cansaço.

Como vos disse anteriormente, fomos para uma zona do Algarve que se come muito bem. Todos os anos temos uma lista de restaurantes para experimentar e este ano não foi exceção mas para mim ir com crianças para restaurantes não é o meu ideal.

Sempre que posso evito, pois quando os levo, sinto que não é para mim nem para eles, primeiro porque eles ainda não usufruem do "jantar fora", depois porque não conseguimos ter uma refeição sossegada e sem interrupções.

Desta forma vi-me com dois baby boys nas mãos e com uma lista infindável de restaurantes para experimentar e porque sei que os restaurantes nesta altura estão super lotados, com algumas horas de espera optei por levar babysitter para que pudesse ficar com eles na minha ausência.

Posso dizer-vos que adorei a experiência e voltarei a fazer sempre que for preciso.



De manhã ajudava-me com os pequenos almoços da criançada e a vesti-los, ía connosco para a praia e pela hora de almoço regressava comigo, ou com o B ou com a minha mãe para orientarmos os almoços deles, entretanto ficavam na sesta e essas três horas sem eles sabiam pela vida, eles carregavam as baterias e nós conseguiamos estar três horas seguidas ao sol e a dormir (bastante).

Mas por incrível que pareça estávamos sempre desejosos de ouvir o telefone a tocar com a mensagem: "acordaram".

Sempre que recebíamos a mensagem voávamos para junto deles, já lanchados, íamos todos para a piscina e ficávamos até ao anoitecer.

A ideia era ter uma pessoa que nos ajudasse e que tivesse com eles enquanto dormiam para que nós também conseguíssemos aproveitar um pouco do sol.

Continuei a desempenhar o meu papel de mãe a 100% e tudo passava por mim mas também conseguia ter um tempinho só para mim.

Quando regressava dos jantares já perto da 00h já estavam no seu sexto sono.

Marcas com pinta #4

17.8.17
Hoje deixo-vos com mais uma marca cheia de pinta e que sou fã.

É uma marca multimarca mas que também tem uma linha própria que me apaixona sempre que lá vou e até podemos (sempre que possível) escolher o tecido e o modelo e pedir para fazer o que mais gostamos.

Este verão fiquei apaixonada por este Jumpsuit, além de ser super prático e confortável,  é muito leve para os dias quentes de Verão.

Na Eu e a mamã além de poderem encontrar roupas para nós podem encontrar para os vossos filhos e até fazer matchy marchy com as vossas filhas.

Só vos digo que se tivesse uma menina não saía da loja. Tem coisas super amorosas que até é díficil de resitir.





Adora estas mangas 


Jumpsuit | Eu e a mamã


Sigam-nos também no Instagram @tomas_my_special_baby



O Baby FM já anda

16.8.17


15 meses depois...

O Baby cá da casa começou a dar os seus primeiros passinhos!!

Nunca pensei que demorasse tanto mas a velocidade a que gatinhava não facilitou o processo. Ainda hoje, mesmo depois de andar, ainda recorre muitas vezes ao gatinhar.

Talvez porque o T obrigou-me a esperar, a dar tempo ao tempo, não me deixei atormentar pelos comentários indiscretos e pelo tempo em si.

O mais importante para mim é respeitá-lo enquanto criança e deixá-lo descobrir o mundo por si, da sua forma, do seu jeito.

Cada criança tem o seu ritmo e para mim esse ritmo deve ser respeitado a 200%. Não devemos ser nós adultos a estipular as suas etapas, é o bebé que manda, é a maturidade do seu cérebro que comanda!

Os nossos filhos não são robots da perfeição, são tal e qual como são. Claro que nós pais queremos o melhor para eles, claro que fazemos tudo para que sejam os melhores, mas no final de contas eles serão sempre os mais giros, os melhores e os mais perfeitos para nós.

Por isso para quê tanta pressa?

O que é que nós pais temos tanto para provar?

Não nos podemos deixar levar pelas estatísticas, pelas métricas de desenvolvimento, pelos comentários indiscretos, pelo exemplo das outras crianças pois cada criança tem o seu ritmo.

Muitas vezes esta ansiedade que metemos nos nossos filhos só porque a sociedade o exige faz com que os nossos filhos cresçam inseguros e com danos incalculáveis no seu futuro.

O mais importante é que usufruamos dos nossos filhos sem ansiedades, sem limites de tempo, nos ríamos deles e vivamos as suas vitórias com uma alegria contagiante.

Só assim seremos felizes!!

Parabéns meu querido filho por mais uma etapa, tenho a certeza que no futuro vou ter saudades do teu gatinhar.

E para que fique registado o momento fiz um vídeo, não liguem à qualidade mas foi a melhor que consegui :)


Fofo | Knot






A vela da Vida

14.8.17



Conheci estas velas no 1º aniversário do T e adorei o seu conceito.

Adorei por todo o simbolismo que envolve. Basicamente é uma vela que está sempre presente até o nosso filho completar os seus 18 anos.

Até lá todos os anos acede-se e arde o ano correspondente ao seu aniversário.

Neste momento tenho duas e ambas estão guardadas religiosamente. Só as tiro da caixa para os seus aniversários.

É uma vela muito discreta pela sua cor branca e tons suaves. Enquadra-se em qualquer estilo de mesa e pode ser personalizada com as cores que mais gostamos.

Para os baby boys optei por cores neutras, claras e que transmitissem paz. 

Os anos vão passando e a vela é sempre presença obrigatória na nossa mesa do bolo.

E como Verão é sinónimo de alegria tenho mais um passatempo para vocês.









Para se habilitarem a ganhar uma vela para da vida apenas têm de:

1. Fazer like na página Xiribita e na página Tomás My Special Baby

2. Identificar três amigas no post mencionado

3. Terão de partilhar publicamente no vosso facebook o post referente ao passatempo

4. O passatempo termina no dia 18 de Agosto às 23.59h

5. O vencedor será eleito através do random.org e anunciado no dia 25 de Agosto após apuramento do regulamento.


15 Anos nossos

13.8.17


15 Anos de um amor avassalador...

15 anos de algumas provas de amor...

15 anos de fogo e de água...

15 anos nossos!

Tínhamos 16 anos quando nos conhecemos mas a vida só nos juntou aos 18 e desde esse dia soubemos que seria para sempre.

Um namoro tranquilo, de muitas cartas de amor à mistura, de segredos e de grandes aventuras.

Metade de uma vida contigo, conheces-me melhor a mim do que eu própria. Muitas vezes com um simples olhar sabemos o que o outro pensa, e isso só por si deixa-me feliz.

Passámos por duas grandes crises mas sem saber como sobrevivemos e ainda nos tornámos mais fortes.

Hoje, olho para trás e sinto que fiz a escolha certa. Subi ao altar para te jurar amor eterno e tu deste-me dois filhos maravilhosos. Aos poucos e poucos vais deixando o teu ar de menino e a tua imaturidade de lado para te tornares um exermplo de homem, marido e pai. Cada dia que passa surpreendes-me com o teu lado trapalhão que me apaixonou e quando acho que já conquistaste tudo o que tinhas para conquistar, conquistas mais um pouco.

Contigo já ri bastante, já chorei, já fui feliz, já sonhei muito e já concretizei muitos sonhos, já nos iludimos e até já nos desiludimos. São todos estes ingredientes misturados que tornam a nossa relação  perfeita de tão imperfeita que possa ser.

Sou uma pessoa de datas e não as deixo escapar, nunca. Talvez porque ache que a vida deva ser celebrada. E hoje estamos de Parabéns pelos nossos 15 anos!

Por isso vamos agora jantar e desenhar mais uns sonhos e reviver estes últimos 15 anos que foram absolutamente maravilhosos.

Que venham mais 15 lado a lado com grandes conquistas e (algumas) derrotas mas sempre juntos!

Uma coisa tenho a certeza se estivermos juntos estaremos bem.

Obrigada meu amor por me teres dado sempre o teu melhor lado.

LY
Andreia






Seremos mães para toda a vida, mas eles só serão criança uma vez

11.8.17

"Respira. Serás mãe para toda a vida. Ensina as coisas importantes. As de verdade. A pular poços de água, a observar os bichinhos, a dar beijos de borboleta e braços bem fortes.

Não te esqueças desses abraços e não os negues nunca. Pode ser daqui a alguns anos, os abraços que sintas falta, sejam aqueles que não deste. Diz ao teu filho o quanto o amas, sempre que pensares isso.

Deixa ele imaginar. Imagina com ele. As paredes podem ser pintadas de novo, as coisas partem-se e são substituídas. Os gritos da mãe ficam. Muitas vezes podes lavar os pratos mais tarde. Enquanto limpas, ele cresce. Ele não precisa de tantos brinquedos. Trabalha menos e ama mais. Menos presentes e mais presença! E, acima de tudo, respira. Serás mãe por toda a vida, mas ele será criança só uma vez."



A vida é isto mesmo, uma correria e por vezes todos os segundos valem para o nosso crescimento profissional e deixa no nosso futuro marcas incalculáveis.

Não há dia que passe, que não pense que estou a ser "engolida" pela minha vida profissional e por querer tanto ser "perfeita" em tudo, por vezes o que importa mais na vida acaba por ficar para segundo plano.. talvez porque não sentiremos as consequências no imediato. Uma coisa tenho a certeza a vida não é feita só de email's, de reuniões, de telefonemas, de loiça para lavar, de chão para a aspirar.. a vida é muito mais que isto tudo!!

Há coisas que não abdico...

Não abdico de acompanhar o T em todas as terapias, vitórias alcançadase frustrações 
Não abdico de acomphar os meus filhos nas consultas médicas!
Não abdico de lhes dar banho!
Não abdico de brincar com eles até a noite cair!
Não abdico de ser eu a dar-lhes o beijinho de boa noite!

A mulher tem a tarefa mais difícil do Mundo, a de ser Mãe, ser Mulher e de ter uma carreira.

E nas 24 horas do dia é muito difícil atingir a perfeição em tudo. Vivemos para os nossos filhos é um facto, mas será que o dinheiro ao fim do mês que ganhamos por horas atrás de um computador vai compensar as horas distantes que estamos dos nossos filhos?!?

Penso que não... 

Festa de Anos do T

10.8.17

Fazer anos em Agosto não é propriamente a melhor coisa do mundo, ainda para mais quando é na semana mais forte das férias.

O T estava previsto para dia 23 mas como especial que é quis nascer assim que fez as 37 semanas.

E pronto desde aí que todos os anos são aventuras em conseguir conciliar todos os amigos e familiares para festejarem connosco uma das datas mais especiais da nossa vida. Nunca conseguimos ter todas as pessoas que queríamos mas conseguimos um número bom. Este ano fomos 40, veremos quantos seremos para o ano :)

Uma vez mais recorri à Menta Dourada e mais uma vez conseguiu surpreender-me.

Por não encontrar ainda nenhum gosto em especial no T, em conjunto com a P da Menta Dourada escolhemos - A Quinta - como tema da festa. O T adora animais e passa os dias a ouvir as galinhas por isso não havia melhor tema para a sua festa.


A P apanhou todas as dicas e fez desta festa a melhor de todas. Senti-me o tempo todo numa quinta, todos os pormenores foram pensados com o maior cuidado, como só ela o sabe fazer, aquela cesta cheia de legumes da terra, os limoeiros, as cascas de ovo que serviam de taças para a mousse fizeram as delícias dos convidados. Outra coisa que me fascinou e que para mim fez a diferença foi as cores de toda a festa, a P tomou a liberdade de optar pela cor azul a contrastar com o amarelo e branco em vez da tradicional cor da quinta, o encarnado. Confesso que adorei o resultado pois tornou o tema menos pesado e mais "baby".



Outra coisa que me fascinou foi todo o design da festa, em especial destaque para o estaleiro da quinta que serviu de pano de fundo para toda a festa. A Maria Tita é uma pessoa brilhante e consegue sempre superar as minhas expetativas, é uma pessoa a quem confio e que lhe dou sempre carta branca para brilhar e sem dúvida que as suas mãos de fada fazem maravilhas.




E como em festa de criança querem-se balões, mais uma vez recorri à Party&Bite, que é só das mais queridas lojas de festas de Lisboa e arredores. Quando entramos naquela loja parece que entramos num mundo imaginário. Chego a ficar lá horas só a olhar para todos aqueles artigos de festa. Não resisti ao balão da vaca e do porco, foi sem dúvida a cereja no topo do bolo.



Todo o jardim da nossa casa estava uma autêntica quinta, apenas faltavam as galochas e enchadas na mão.

Para o dia escolhi uma vez mais a Be Chic, uma marca que adoro e que já faz parte da nossa família. Para o T optei por umas jardineiras e para o Baby FM um fofo, o dia estava muito quente, e para que estivessem frescos, não lhes vesti mais nada. O tecido era super leve o que lhes deu um conforto para as suas brincadeiras e este verde enquadrou-se na perfeição na festa e nos tons de pele.


Estávamos todos felizes mas o T irradiava um brilho que iluminava um pavilhão. Estava tão mas tão feliz! Com os seus 3 anos já começou a perceber que o dia 6 de Agosto lhe pertence. Eram 7h quando acordou e desde aí até cair de cansaço cantamos-lhe umas 30 vezes os parabéns... o que ele gritava, ria e batia palmas só de nos ver a cantar para ele.