O melhor dos dois mundos

23.11.17
Se há pessoa que planeia a vida sou eu talvez tenha sido por isso que o T tenha vindo com o seu cromossoma extra para me mostrar que a vida nem sempre corre como planeamos.

Ter um filho com Trissomia ou outra patologia é como fazermos uma viagem para um destino, mas sem sabermos como nem porquê aterramos noutro país.

Quando vamos ter um bebé é como planear uma fabulosa viagem – a Itália. Compra-se logo uma boa quantidade de livros de viagem e fazem-se planos maravilhosos: o Coliseu, o Miguel Ângelo, as gôndolas em Veneza, e até se pode aprender algumas frases úteis em italiano. É tudo muito excitante.

Depois de meses de expetativa, chega finalmente o dia. Fazem-se as malas e lá se vai para o aeroporto, horas mais tarde o avião aterra e a hospedeira chega perto e anuncia: - Bem-vindos à Holanda.

-Holanda? Pergunta você, - O que é isso de Holanda? O meu voo era para a Itália, eu deveria estar em Itália, toda a minha vida sonhei ir a Itália. Mas houve uma mudança de voo e o avião aterrou na Holanda e tem que ficar ali.

O mais importante é que eles não a levaram para um lugar horrível, desagradável e sujo, cheio de pestilência, fome e doenças. É só um lugar diferente. Vai precisar de aprender uma linguagem completamente nova, e conhecer um novo grupo de pessoas que nunca teria encontrado.

É só um lugar diferente, com um ritmo de vida mais lento do que a Itália, menos buliçoso e aparatoso, mas depois de lá permanecer mais um bocado de tempo, logo que tenha passado a agitação, vai olhar em seu redor e começa a dar-se conta que a Holanda tem moinhos de vento, tem as túlipas, e que a Holanda até tem os Rembrandts.

Mas todas as pessoas que conhece vão e vêm de Itália e todas se gabam das maravilhosas férias que lá passaram, e para o resto da sua vida vai pensar “Sim, era ali para onde devia ter ido. Era isso que eu tinha planeado.”

E essa dor nunca, nunca, nunca mais passará porque a perda desse sonho é uma perda muito significativa.

Mas… se passar a vida a lamentar-se com o facto de não ter ido a Itália, nunca mais terá o espírito livre para desfrutar as coisas especiais, as coisas maravilhosas da Holanda."

Mas como sou uma pessoa de ideias fixas, não desisti e rapidamente em Abril de 2016 conheci as maravilhas de Itália.

Por isso considero-me uma sortuda pois conheço o melhor de Itália e o melhor da Holanda.

Look's Mum | Happy Company
Brincos | Trendy Bazaar
Baby's Look | Matchy Babies& Kids



Liberdade de criança

22.11.17


Embora se faça sentir muito frio estes meses conseguem ser os meus preferidos. São meses vividos com muito amor, onde existe uma maior partilha dos valores humanos.

Quando menos esperarmos estamos no Natal, rodeados da família e a viver o melhor que a vida nos dá.

Mais que brinquedos, gosto que eles brinquem na rua, que explorem o mundo à sua volta, que respirem ar puro.

Gosto que se vistam bem mas não tenho problemas que se sujem, afinal de contas as máquinas de lavar servem para alguma coisa, não é verdade?

Gosto que se vistam com os mesmos tons, embora com estilos diferentes mas não me choca quando adaptam a roupa ao seu estilo trapalhão. Por isso deixei o Baby FM de alsa caída, dando-lhe um ar de mais regula.



No meio de tudo além de giros quero que estejam confortáveis por isso opto sempre por sapatos leves e para isso nada melhor que as carneiras da Pés de Cereja.

Optei pela cor bege por ser uma cor muito versátil e por combinar na perfeição com as cores quentes da época mas existem outras cores igualmente giras.

E como o Natal chegou mais cedo ao Blog tenho umas carneiras para oferecer!!

Para se habilitar a ganhar apenas tem de:

1. Fazer like na página Tomás My Special Baby
2. Fazer like na página Pés de Cereja 
3. Partilhar publicamente no vosso facebook o post referente ao passatempo
4. Identificar 4 amigas no post mencionado.
7. O passatempo termina no dia 29 de Novembro às 23.59h
8. O vencedor será eleito através do random.org e anunciado no dia 7 de Dezembro após apuramento do regulamento.

Boa Sorte!











Baby's Look | Match Babies&Kids 
Carneiras | Pés de Cereja



3 Anos Nossos

21.11.17
Fez ontem precisamente três anos que vos escrevi pela primeira vez.

Quando soube que estava grávida eu e o B decidimos que não iríamos partilhar nenhuma fotografia do nosso filho nas redes sociais até que nasceu e nos trocou as voltas.

Os meses foram passando e sentia dentro de mim uma enorme vontade de gritar bem alto que o meu filho era tão normal como todos os outros.

E foi essa a principal motivação para o início deste projeto chamado Tomás My Special Baby.

Longe de mim imaginar que teria um impacto tão grande como teve, foi crescendo a uma velocidade veloz, atingindo números que jamais imaginaria.

O T foi conquistando o carinho de todos vocês e começando a fazer parte da vossa família.

Com vocês já sorri, já vivi momentos de alegria, já chorei e até já me senti triste com alguns comentários menos bons (mas que fazem parte) mas acima de tudo com vocês sou FELIZ!!

Hoje o Blog, está completamente diferente do início, à medida que foi crescendo tive necessidade de vos escrever com mais frequência e de ter uma imagem mais cuidada. Sentia que vos devia isso. Contudo no meio de algumas mudanças quero que saibam que a essência continua no mesmo sítio de quando foi criado.

O objetivo de mostrar à sociedade a realidade da Trissomia 21 não se perdeu e está sempre presente na minha cabeça mas não me posso esquecer que a família aumentou e que a minha família não é só o T, ao meu lado tenho um marido, tenho pais, tenho amigos e tenho a minha outra razão de viver, o Baby FM.

É inevitável que não se tenha tornando um Blog de família, onde mostro o melhor dos dois mundos, a maternidade no sentido mais puro, onde existem vários lados, o lado maravilhoso e lo ado mais obscuro, as alegrias e as dificuldades do que é ser mãe, a simplicidade e a complexidade da maternidade.  

Em tempos fui abordada por uma seguidora que me deitou completamente a baixo dizendo que se sentia defraudada com o Blog porque não falava só de Trissomia e que o devia de fazer, pois bem respondendo a este comentário, felizmente não existem todos os dias assuntos relacionados com a T21, porque na realidade Trissomia é ser normal daí não haver assunto para todas as horas.

Posso garantir-vos que falarei sempre de tudo o que está relacionado com a Trissomia 21, que partilharei técnicas e terapias mas que todos os dias farei para vos mostrar a normalidade do cromossoma extra, afinal de contas o T come, dorme, faz xixi e cocó, brinca, faz birras, chora e ri.

Recebo diariamente mensagens de mães a agradecer por as ter ajudado e é essa a minha maior motivação. Ajudar, tranquilizar e orientar mães que enfrentem a realidade do lado mais complexo da maternidade.

Vai haver sempre pessoas que gostem e que criticam mas felizmente são mais as que estão lado a lado comigo do que as que estão contra por isso agradeço-vos do fundo do meu coração.

Quero que saibam que não vivo do Blog, não me importaria é um facto pois iria ter uma maior qualidade de vida para estar com os meus filhos, mas não, continuo a trabalhar, continuo a ser a mesma pessoa que era antes de o ter. 

Na realidade tenho muitas marcas interessadas em trabalhar comigo e se me identifico não vejo porque recusar, muitas delas até já era cliente.

Não me sinto obrigada a falar de nenhuma marca, senão gosto simplesmente não falo ou a falar não é bem, mas se gosto falarei sempre.

Um blog é isto mesmo é uma partilha de vivências e de gostos.

Passem os anos que passarem este será sempre o meu cantinho, o meu lado mais verdadeiro e se escrevo é porque o sinto naquele momento.

Como em tudo há dias que não me apetece escrever, também sou humana e quando isso acontece opto por não vos escrever.

Depois há outros que me apetece passar horas e horas a escrever sobre tudo e sobre nada. E é inevitável não deixar cair um sorriso ou uma lágrima em cada linha.

Por vocês já tirei tempo a mim própria, aos meus filhos e à minha família mas vocês já fazem parte de mim, são aquela família que está longe mas sempre perto. Faço-o porque gosto, e quem corre por gosto não cansa não é verdade? 

Espero um dia ver o T a escrever-vos e quando isso acontecer tenho a certeza que a minha missão estará cumprida e aos poucos e poucos este Blog de família passará a ser o seu próprio Blog.

Jamais terei palavras para agradecer todo o vossa carinho e por estarem sempre desse lado a viver as nossas alegrias, frustrações, vitórias e derrotas.
O nosso muito Obrigada!

Com vocês sou muito mais FELIZ!



Dia do Pijama

20.11.17
Hoje não foi uma segunda-feira fácil por todos os motivos e mais alguns.

A coisa boa é que os baby boys já estão bons, mas depois de uma semana em casa não foi fácil retomar a rotina...

Foi um acordar atribulado, preparar os baby boys que teimavam em querer ver os desenhos animados,  preparar as papas.. Sair, passar por casa da avó para ir buscar o mealheiro que nos tínhamos esquecido no dia anterior. E finalmente quando estávamos a caminho, percebi que também me tinha esquecido da mochila.



Conclusão deixei-o na escola e lá fui eu a casa busca-la... Com isto eram 10h e eu já estava exausta.

Valeu-me o dia do pijama em que saiu da cama, comeu, lavou os dentes e estava pronto. Pensando bem o dia do Pijama podia ser todos os dias...

Para nós foi o primeiro dia do pijama e foi vivido com muito entusiasmo. O fim-de-semana foi passado a angariar dinheiro entre a família e lá conseguimos uma quantia razoável para ajudar as crianças que não tem a sorte de viver numa casa com carinho.



É um dia onde as crianças aprendem o que é a solidariedade e acima de tudo aprendem a partilhar.

O T ainda não percebe bem esta iniciativa, mas mesmo sem perceber, foi com as suas mãos dar o seu mealheiro para esta grande causa.



Estava tão feliz a dar a sua casinha feita de papel que até fiquei emocionada.

Foi um dia fantástico e foi giro ver todas as crianças e professoras vestidas com os seus pijamas.

Felizmente que os nossos filhos tem a sorte de viver numa família rodeada de amor mas infelizmente existem muitas crianças que não partilham de uma casa quentinha, rodeada de amor. Algo que devia ser um direito à nascença mas a vida nem sempre é justa e resta-nos a nós e aos nossos filhos ajudar neste dia que tem tanto de diversão como de solidariedade.

Espero que o nosso país tenha conseguido angariar muito dinheiro :)














Passatempo - A cama do T

18.11.17
Já temos Vencedora!!

Ana Filipa Fonseca

PARABÉNS!! 

E quem vai poder proporcionar uns bons sonhos aos seu filho é:


Obrigada por todas as participações :) e por terem feito deste passatempo um verdadeiro êxito.

Podem ver o passatempo completo aqui.



Ter um filho prematuro

17.11.17


Hoje é um dia delicado para muitas mães, o dia da Prematuridade.

Mesmo nunca tenha passado por esta situação, acredito que seja um momento sufocante para o casal, ver o filho tão pequenino, indefeso, dentro de uma incubadora ligado tubos. Deve ser algo de cortar a respiração.

Acho que nunca estamos preparados...

Mas depois a maioria cresce de forma saudável e cheios de força dando-nos verdadeiras lições de vida.

Decidi conversar com uma mãe que teve um filho prematuro e assim ajudar futuras mães que passem pelo mesmo.

Um beijinho de coração a todos os pais que enfrentaram esta batalha.


Quantas semanas tinha o Xavier quando quando nasceu?
35 Semanas

Como correu a gravidez?
Ás 22 semanas foi diagnosticado o colo do útero pequeno com indicações de repouso por forma a evitar um nascimento muito precoce. Mais tarde às 31 semanas, numa ida ao hospital para despiste de um sintoma estranho e após medida a tensão, verificou-se que a máxima estava nos 17, e fui internada de imediato, num cenário de hipertensão (pré-eclampsia), monitorizada ao minuto e medicada não só para controlar o cenário de pré-eclampsia, mas também para delongar o nascimento do Xavier. A tensão era medida de hora a hora, e ainda que não tivesse sintomas de pre-eclampsia, a verdade é que em cada medição a tensão não descia dos 18, 17. Mal ouvi a máquina da tensão o meu coração disparava, rezando para estar controlada.
Acabei por ganhar aversão à máquina e não podia ouvir o som da mesma no corredor, que o meu coração quase que explodia de aflição por tanto querer que os valores estivessem dentro da normalidade. Este cenário clinico obrigou a um repouso absoluto durante 4 semanas

Alguma vez lhe passou pela cabeça que tivesse um filho prematuro?
Não

Como é que se lida com o sentimento de saber que chegou a hora do seu filho mas que não é a melhor?
Não se lida, aprende-se a lidar, um receio tremendo de falhar e não ser capaz de cuidar de um ser tão frágil e especial, e ao mesmo tempo uma força inexplicável advinda daquele que nos deu a maior lição das nossas vidas.

O que sentiu quando viu o seu filho quando viu pela primeira vez?
Um amor inexplicável, um sentimento tão forte, tão sólido, tão único.

Quais foram as preocupações iniciais?
Saber se estava efectivamente tudo bem como ele, por ser prematuro, se os órgão se haviam desenvolvido de uma forma que lhe permitisse uma via saudável.

Quais os sentimentos perante um bebé tão pequenino?
Receio de não ser capaz de cuidar devidamente.

Alguma vez temeu pela vida do seu filho?
Temer não será a palavra mais adequada, porque sabia da força que tinha, mas receio de ter alguma sequela face à sua prematuridade, foi dolorosa.

Desenvolver os nossos filhos a brincar

17.11.17



Embora o frio já se comece a sentir, os meses de Novembro e Dezembro são mágicos, são de partilha, de boas energias e de muito amor.

Ainda não montámos a árvore de Natal mas já comecei a ver com calma alguns brinquedos para o os baby boys.

Na escolha dos brinquedos uma das coisas que valorizo mais é saber no que é que o brinquedo vai ajudar no desenvolvimento da criança.

A idade entre eles faz com que na maioria se identifiquem com os mesmos brinquedos, o que ajuda bastante na escolha.

Para este Natal um dos brinquedos escolhidos foi o Thomas Constrói e Anda e o Desfile do Elefante da Fisher-Price.

A escolha não foi difícil, para o T escolhi o brinquedo com o seu nome, para o Baby FM como adora desfilar achei que iria gostar de ter um elefante como companheiro de desfiles.

Tanto o Thomas Constrói e Anda e o Desfile do Elefante são brinquedos que possibilitam a imaginação pois ambos são Mega Bloks, onde a brincadeira de construção fomenta a aprendizagem das cores e dos números.

Uma das vantagens da Mega Bloks é as suas peças serem feitas a pensar nas mãos pequeninas das crianças e o material de plástico é bom para as mordidelas inesperadas.

Tanto um como outro estimulam a área motora pois o Thomas promove o empurrar e o Elefante o desfilar.

E o melhor de tudo é que ambos tem espaço suficiente para arrumar os mega Bloks.

Temos passado grande parte das nossas tarde as brincar e tem sido uma diversão.