Vai tudo dar certo!

20.5.18
Quase de férias...

Em contagem decrescente, amanhã pelas 15.30h levantamos voo e juntos vamos torcer para que tudo dê certo.

O T já está melhor, ainda não está a 100%, falta o seu sorriso, a sua energia mas já não tem febre o que é bom sinal. Sinto que está na fase da "ressaca" do vírus que apanhou.

Hoje expliquei-lhe que ia fazer as malas porque amanhã vamos apanhar o avião para e irmos para o calor, para a praia e piscina.

Assim que lhe disse deu-me a mão como se me quisesse dizer que tudo iria correr bem. Vamos a medo... mas vamos!

Foi uma viagem muito planeada e a pensar neles por isso acredito que a maresia do mar lhe vai encher os pulmões e o vai meter como novo.

Já o FM está em pulgas, ainda não percebe bem o que se passa mas quando viu uma mala cheia de calções banho irradiou uma felicidade que só vista.



Na mala levamos o essencial mas mesmo assim não nos livramos de duas malas grandes de porão e uma de cabine.

Levamos roupa prática de tecidos leves e muitos fatos de banho. Para eles levo tudo do mais básico porque o destino assim o pede, calções, jardineiras-calção, fatos de banho, t-shirt's e havaianas

Fato de Banho | Maria Saloia
Havaianas | Pés de Cereja
Cremes | Mustela


Como precaução levo umas calças para eles e uma camisola para uma noite mais fria.

Tive também  o cuidado de levar uma roupa mais quente para o avião porque a temperatura é sempre mais baixa e para estarem o mais confortável possível encontrei uma camas que se adaptam à cadeira dos aviões e assim eles conseguem estar deitados e dormir. Podem saber mais sobre o JETKIDS (aqui).
Vai ser a primeira vez que vou usar por isso depois digo-vos se vale a pena.



Depois na mala também vão todos os medicamentos com as devidas prescrições médicas para que nada falhe.

Viajar com crianças consegue ser uma verdadeira aventura e começa com a quantidade de coisas que precisamos de levar, comecei a semana a dizer que só levaria o básico mas mesmo assim, entre sandálias, fatos de banho, brinquedos para brincarem, comidas para os manter saciados durante a viagem, bóias, fraldas e afins é quase uma mala (das grandes) só para eles.

Outra coisa que comprei para me ajudar na logística do transporte foi um carrinho de gémeos da Bebé Confort, os meus filhos não são mas a sua diferença de 20 meses quase os faz passar como tal. Sempre é menos um carrinho.E assim no futuro já posso sair de casa com os dois :)



Espero não me esquecer de nada, já li e reli a lista mais de 100 vezes mas tenho quase a certeza que quando chegar ao avião me faltará algo.

O mais importante tenho a certeza que vai comigo, os meus filhos, muita alegria e uma grande expetativa para termos umas férias inesquecíveis.

A grande fragilidade de uma mãe

18.5.18
Uma semana que tinha tudo para correr bem começou das piores maneiras, com uma chamada da escola a dizer que o T estava com febre.

Fui buscá-lo e não foi mais. No início pensei que era apenas um episódio isolado. Mas na manhã seguinte ao vesti-lo para a terapia percebi que estava a tremer e fomos de imediato para o hospital.

Atendendo irmos para fora do país na próxima segunda-feira foi dado antibiótico para acelerar o processo. Mas infelizmente já se juntaram mais duas idas ao hospital e não há forma de melhorar.

Ter um filho doente consegue ser das piores coisas para o coração de uma mãe mas se juntarmos a isso uma viagem que está à porta ainda eleva mais o nosso nível de ansiedade.

É quase como uma corrida contra o tempo, todos os dias é rezar para que acorde bem e que volte ser aquela criança reguila.

O T nunca fica doente (graças a Deus), nem tão pouco ficou tanto tempo mas desta vez que não podia mesmo acontecer é que ficou... São aquelas coisas inexplicáveis!

Temos uma viagem em contagem decrescente, que implica muitas horas de avião e só penso que ele tem de ficar bom rápido para aproveitar toda uma viagem pensada para ele.

Já ando desesperada, sem saber o que fazer. O meu positivismo começa a fraquejar ao vê-lo assim dias após dia.

Hoje seria um dia feliz, para festejar porque entrávamos de férias mas os nossos corações estão do tamanho de uma ervilha.

As noites tem sido passadas ao seu lado e é nestas coisas que vemos o quanto somos o porto seguro dos nossos filhos.

Ter um filho doente devia ser algo proibido e é nestas situações que vemos o quanto somos frágeis.









E quando os filhos nos pedem gomas?

17.5.18
Se ontem vos falei da minha alimentação, hoje falo-vos da alimentação dos meus filhos.

Aí sim sou muito exigente, quero acima de tudo incutir-lhes bons hábitos alimentares. Uma alimentação variada, com alimentos ricos em nutrientes.

Fruta, sopa e peixe são ingredientes de ouro e que nunca faltam cá em casa. Contudo também existem papas (e não são biológicas), naturnes, iogolinos e gomas mas das saudáveis!

Não me refiro a estes ingredientes por "tu" pois na maioria das vezes os trato com uma certa distância. Aproveito mais o caos do fim-de-semana, em que estamos menos tempo em casa para permitir algumas gulodices mas sempre controladas.

Com o T pouco me preocupo com a alimentação, que ele só por si é uma criança super regrada, que gosta de comer a horas certas e é pouco guloso. Já o FM é um comilão de primeira, tenho mesmo de dizer-lhe algumas vezes que "não". É daquelas crianças que quer experimentar tudo e que come de tudo, menos chocolate que não gosta (Yessss). Ele bem tenta gostar mas sempre que mete à boca deita fora.. Quando vamos a alguma festa sei que não vai passar fome ao contrário do T que tenho de levar sempre o seu lanche.



Agora gomas é consensual entre os dois. Como o T é muito esquisito incentivo-o a experimentar sempre coisas novas com sabores e texturas diferentes. E as gomas foi uma delas, estava a comer aqueles ursinhos que todos nós conhecemos e dei-lhe um a pensar que ele não iria aceitar, mas a goma devia ter despertado o seu paladar e aceitou, comeu toda e o pior é que depois só me pedia goma, goma...
Por ter elevados níveis de açúcar é algo que evito dar por isso não tenho em casa.  Sei que por eles comiam um pacote muito rápido entre os dois.

Cuidar do nosso "eu"

16.5.18
Adorava ser daquelas mulheres "Fit", com uma alimentação super regrada, com uma dispensa carregada de produtos da "moda" e todos Bio e com horas de ginásio para tonificar e dar ainda mais saúde a todos os orgãos do meu corpo.

Mas não...

Sou mais daquelas mulheres que me preocupo q.b com a alimentação, que tento ter um maior cuidado com a alimentação durante a semana mas que ao fim-de-semana é a desbunda total.
Sou mais dos gelados e chocolates na cama do que cenouras e pepino... Desculpem-me!

Confesso que evito mas nem sempre consigo.

O ginásio é um drama para mim, sempre foi e sempre será...
Tento gostar mas não é um amor fácil...
Quando vou, adoro e sinto que me faz bem e até consigo sentir aquele bichinho obcecado da Carolina Patrocínio mas basta um motivo que sirva de desculpa que deixo de ir em três tempos e nunca mais apareço.

Os meus filhos são a minha maior desculpa para o ginásio, já lá vão quatro anos... Sim porque eu sou daquelas que assim que soube que estava grávida deixei.. pareceu-me uma óptima desculpa na altura...

O que é certo é que desde aí que nunca mais arranjei tempo, bem na verdade sei que se quisesse muito eu arranjava tempo, nem que fosse às 8h mas eu prefiro pensar que não tenho mesmo tempo e assim continuar na minha vidinha sedentária.

O que é certo é que não existem milagres e a minha celulite acompanha-me porque sou "louca" por doces e a flacidez essa acompanha-me pelas horas que estou sentada em frente ao computador em vez de correr maratonas.

E para combater tudo isso e tentar contornar a situação estou na Clínica Elite Silhueta, situada no Parque das Nações a dar uma ajudinha ao belo do meu corpo
  • Massagem anti-celulite e modeladora
  • Electroestimualção (é como se fosse uma ida ao ginásio mas sem transpirar (como eu gosto). A estimulação provoca contração muscular, o que aumenta a circulação sanguínea, melhorando a oxigenação celular e eliminando as toxinas.
E é assim que vou resolvendo os meus "problemas" estéticos. Neste momento já sinto algumas diferenças na celulite e na flacidez e acredito que até ao Verão já esteja uma brasa (estou a brincar) mas com a consciência que nunca serei uma Carolina...

Mas mais importante que tudo é que nos sintamos bem com o nosso corpo, mais gordinha ou menos o importante é gostarmos de nós próprias.

Devemos potenciar os nossos pontos fortes e trabalhar os fracos para que se tornem em fortes.

E é importante nunca conhecermos que antes de sermos mães, éramos mulheres e isso é meio caminho andado para nos sentirmos confiantes e bem com o nosso "eu".

Por tudo isso e porque acho que toda a mulher precisa de se mimar. Apresentem o código tomasmyspecialbaby e ganhem 10% de desconto no tratamento que mais se adequa à vossa necessidade.




Uma marca cheia de pinta

15.5.18
Conheci a 2 Tons em 2015 e desde aí que nunca mais a "larguei".

O que mais me fascinou nesta marca foi a sua verdadeira essência, criada por duas amigas numa garagem cheia de pinta.

Juntaram a sua criatividade, o gosto pela moda, tecidos, cores e padrões e criaram peças de roupa únicas e simples, pensadas nas mulheres dos tempos modernos, que trabalham, que têm filhos mas que gostam de se cuidar e se sentirem bonitas.

São peças cheias de pormenores e pequenos detalhes que compõem o look na perfeição.

Por norma as minhas compras são feitas online, até porque na sua maioria os tamanhos são únicos o que faz com que não tenha muitas dúvidas nos tamanhos.

Mas a semana passada decidi conhecer pessoalmente aquela garagem tornada em atelier. É um espaço amoroso, cheio de bom gosto e que dá vontade de levar tudo.

Foram vários os modelos que experimentei, e o pior foi mesmo escolher quais levar comigo.

Naquele momento desafiei a Titó e a Maria a fazerem um passatempo para as minhas seguidoras queridas, ao qual aceitaram de imediato!!

Para ganhar uma peça à escolha apenas tem de:

1. Seguir Tomás_My_Special_Baby no Instagram
2. Seguir a 2Tons no Instagram
3. Identificar 3 amigas no post mencionado do Instagram
7. O passatempo termina no dia 18 de Maio às 23.59h
8. A vencedora será eleita através do Stories do Instagram no dia 6 de Junho

Boa Sorte!













*

Rotinas

14.5.18
Sou apologista da rotina, acho que é importante que os meus filhos a tenham pois acredito que lhes dê segurança e tranquilidade.

Mas também sou de opinião que ao fim-de-semana se mande ao ar tudo o que é rotina.

Mas durante a semana há coisas que não abro mão. Uma das coisas que não falha é a hora do banho (18.30h-19h), jantar (19.45h-20h) e a hora de dormir (21h).

Estas regras são para cumprir e eles já o sabem.

Mas antes de dormir existe sempre uma brincadeira livre, uma história e os dentes para lavar.

Não leio tanto como devia, eu sei, mas quero incutir aos meus filhos hábitos de leitura. Os livros fazem parte da vida deles, seja no quarto de brincar ou no quarto de dormir. Uns são com jogos didáticos, outros com histórias de princesas e príncipes, outros que puxam pela criatividade e outros tantos que fazem pensar.

Tanto o T como o FM já sabem que antes de dormir, há uma história para ser lida pela mãe e muitas vezes já são eles que se sentam na cama com os livros para que eu lhe conte.

Algumas vezes tenho consciência que acabo de ler a história sozinha mas os princípios foram passados e isso é o mais importante.

Tenho vários livros, de várias editoras e de vários tipos mas existem uns que gosto particularmente pelas histórias, mensagens e conteúdos que passam. Nunca desiludem!!

Já os tenho praticamente todos e continuo sempre a comprar porque eles adoram.

E hoje a partir da 00h podem encontrar a coleção histórias clássicas com janelas com 25% de desconto e o das pequenas histórias e restantes com 10%. 

São da Plátano Editora e recomendo a leitura.










Entre amigos e gargalhadas

13.5.18
Foi um fim-de-semana entre amigos e com muita pena minha já está a treminar.

O tempo mais uma vez não esteve no seu melhor por isso aproveitámos para viver mais a nossa casa.

Decidimos convidar uns amigos para passarem o Sábado em nossa casa mas como estava sem tempo para preparar um brunch optei por experimentar um novo brunch, com um novo conceito.

A Chica Larica, é um Brunch que vem até nós, escolhemos o menu e a Chica vem a nossa casa com uma cesta a lembrar os pic-nics com todos os ingredientes precisos para uma refeição cheia de pinta, ligeira e saudável.





Já começa a ser difícil manter o T e o FM em casa pois estão numa fase que querem tudo e não querem nada, mas entre conversas animadas de adultos e as suas brincadeiras o dia foi passado entre gargalhadas e risadas.



Ao longo do dia tivemos sempre a casa cheia, um entra e sai de amigos.

Foi um fim-de-semana mais calmo mas que teve os ingredientes principais da felicidade: amigos, família e amor!

Boa semana


A Chica