O primeiro Susto

27.8.17


Ontem quando dei por mim o Baby FM estava em cima da mesa de jantar. Vou para pegar nele e o T chama-me a queixar-se do pé, e no preciso momento em que olhei para o seu pé, o Baby FM desequilibra-se e cai. Só me lembro de ter gritado e ter ido na sua direção. Estava caído a chorar, não sangrava, só chorava.

Foram apenas segundos mas o suficiente para que a minha vida pudesse ter acabado ali.

Agarrei-me a ele e dei-lhe todo o consolo que precisava. Foram momentos de tensão e que me deixaram com o coração apertado.

Fiquei com medo, muito medo que tivesse um traumatismo. Fomos ao hospital mais perto onde estávamos - o Garcia da Horta. Fomos atendidos de imediato e de uma forma muito cuidada. Foi visto e aparentemente estava tudo bem, ficámos sob vigilância mas aos poucos e poucos o Baby FM começou a correr pelos corredores e a mostrar que tudo não tinha passado de um grande susto.

A verdade é que ver os nossos filhos doentes ou magoadaos deita-nos a baixo de uma forma que nem conseguimos bem explicar.

Ser mãe é sofrer com eles, é ter o coração fora do nosso peito.

Uma coisa é certa desde o momento em que sabemos que vamos ser mães o nosso coração nunca mais fica tranquilo.



Lembro-me uma vez enquanto esperava à porta do gabinete da pediatra dos baby boys, ver uma mãe a entrar porta dentro, saindo minutos depois com a confirmação do exame, chorava de felicidade por o seu filho estar bem e não se ter confirmado o pior (um cancro). Naquele momento sem nos conhecermos e sem sequer falarmos, chorei de alegria como se tratasse de um filho meu.

Nós mães acabamos por não sofrer só pelos nossos filhos mas também pelos das outras mães. Parece que nos compreendemos...

O Baby FM, ao contrário do irmão, é um terror, não pára quieto um minuto, é um verdadeiro reguila. Não tem medos e aventura-se ao mundo de uma forma doida.

Hoje já correu a casa 500 vezes e ainda bem porque é sinal que está bem.

Obrigada por todas as menagens de preocupação e por todo o vosso carinho. Aqueceram o meu coração.

Agora só de capacete :) 



Sem comentários:

Publicar um comentário