Mulheres inspiradoras

12.4.18
Lembro-me de ser miúda e desfolhar as revistas cor de rosa no areal do Algarve vezes sem e havia algo de diferente sempre que via a Bibá Pitta.

Sem a conhecer e sem qualquer ligação gostava dela, admiráva-a.

Dias depois do T nascer lembrei-me de toda a simpatia que sentia por ela, afinal a vida tinha acabado de nos cruzar de certa forma.

Na altura estava por tudo e antes de teorias precisava de saber o que era ter um filho com Trissomia 21, sem hesitar mandei-lhe uma mensagem, ao qual me respondeu de imediato, disponibilizando o seu telefone para lhe ligar, minutos mais tarde enchi o peito de ar e liguei-lhe.

Do outro lado ouvi uma voz cheia de energia, que me contagiou de imediato, tivemos um bom tempo ao telefone, o tempo suficiente para perceber que tudo iria ficar bem.

E assim foi os meses passavam e todos os dias lembrava-me da sua energia, do seu orgulho pela sua filha mas acima de tudo pela sua felicidade contagiante.

Foi esta grande Mulher que há três anos atrás mostrou-me sem medos o que era a Trissimoa 21.  Serei-lhe eternamente grata por ter aberto o caminho nesta sociedade que nem sempre é fácil.

A Bibá foi o primeiro nome para o prefácio do meu livro e quando três anos mais tarde lhe liguei, senti a mesma energia do outro lado. Ela aceitou e tornou o livro ainda mais rico com o seu testemunho.

Atualmente recebo muitas mensagens e enche-me o coração saber que também eu ajudo mães a sorrir, a sonhar e a serem felizes!

Obrigada minha querida amiga Bibá por todo o teu carinho e por seres um exemplo de Mulher e de Mãe!


Sem comentários:

Publicar um comentário