Amor em Todo Terreno

15.10.17



A convite da Mercedes e da Escape Livre fomos desafiados para uma aventura todo o terreno.

Assim que recebi o programa pensei que estava mais direcionado para homens mas por saber que o B ia adorar aceitei de imediato. Percebi que tínhamos um fim‑de‑semana "longo" e bastante ambicioso pela frente.

Quando contei ao B, ficou radiante, foi como ter dado um chupa-chupa a uma criança. Mas também sabe bem mimar os nossos maridos, não é verdade?

Quem me conhece sabe que não sou grande adepta de desportos radicais, confesso que todo terreno era algo que não estava nos meus planos de vida mas posso dizer-vos que se soubesse o que sei hoje, já o tinha feito pois sem dúvida que foi dos programas mais divertidos que tive com o meu marido. Primeiro porque senti que ele estava feliz, segundo porque é sempre bom ter uma dose de aventura com os nossos maridos, terceiro porque deu para fugir à rotina.

Muitas vezes não consigo caracterizar quem somos nós quando estamos juntos, mas a palavra que mais me ocorre é: crianças. É incrível como temos a capacidade para deixar para trás o peso da responsabilidade de sermos pais e vivermos de uma forma irreverente. É rara a vez que estamos juntos que não nos acontece uma peripécia, não vos vou contar tudo o que nos aconteceu porque senão estaria aqui até de manhã.


Mas posso adiantar-vos que assim que chegámos conseguimos perder a chave do carro dentro do próprio carro, procurámos e procurámos, quase que reviramos o carro ao contrário, chegamos ao ponto de pedir ajuda à organização e qual foi o nosso espanto quando percebemos que a chave estava mesmo ali à nossa frente. Depois assim que fomos para o percurso noturno ficámos sem o leitor de quilómetros, o que foi bonito de ver, pois estávamos no meio da serra, onde não se via nada, a tentar perceber o mapa que nos deram, mas de imediato percebemos que estávamos ali os dois por isso só podia correr bem e assim foi. Acabámos o percurso sem nos perdermos.

Além de uma grande adrenalina que sentimos, deu para desfrutar das paisagens maravilhosas que a nossa serra tem para nos oferecer. Fomos ao Museu do Pão, ao centro de limpeza de neve e ao centro da moagem do centeio.
Acabou-se por se aliar o desporto ao lazer, o que foi fantástico.

Água da Nascente

Museu do Pão 

Deu vontade de trazer tudo.


Centro de limpeza de neve

Centro de Interpretação da Moagem do Centeio
O todo terreno, é um trabalho de equipa, em que existe apenas um piloto e um co-piloto e só com ambos é que funciona. Foi exatamente o trabalho de equipa que mais gostei pois com o dia a dia é inevitável não ficarmos para segundo plano e é preciso estas chamadas de atenção para percebermos o quanto faz sentido estarmos juntos. Eu sou péssima em interpretar mapas (nem tão pouco de perto tinha feito algo do género) e sem falarmos muito entrámos os dois no carro, olhamos um para o outro e percebemos que estávamos juntos e que fosse o que Deus quisesse e assim foi, definimos a nossa própria estratégia e desbravámos caminho.




Para quem nunca fez um todo o terreno, posso dizer-vos que é algo que exige muita coordenação e concentração, pois se um falha, automaticamente o outro também falha. Fomos obrigados a abstrairmo-nos de tudo e de todos e focarmo-nos apenas no que estávamos a fazer. E assim que terminávamos era uma sensação fantástica.



Existem muitas experiências por aí deste género, a Escape livre organiza vários. Procurem qual se identificam mais e desafiem o vosso marido pois tenho a certeza que além de adorarem, vai  fortalecer-vos mais enquanto casal.

Ficámos hospedados no hotel H2Otel que é fantástico, muito acolhedor, muito romântico, muito tudo.  Um Hotel ideal para os dias de Inverno.
Um dos pontos alto deste hotel é a zona das Piscina, pois assim que ali chegamos é como se estivéssemos num paraíso. Tem de tudo um pouco e o melhor é que a piscina é aquecida e dá para o interior e para o exterior.
Ficou a vontade de voltar com os baby boys pois tenho a certeza que eles iam desfrutar da piscina ao máximo.
Afinal acho que o meu sonho já não é ir a Nova York em Dezembro mas sim a este hotel na altura da neve. Fiquei maravilhada!












Obrigada uma vez mais à Escape Livre e à Mercedes por este passeio cinco estrelas e por toda esta organização de excelência pois organizar 50 carros não deve ser tarefa fácil e sempre a horas!

Chegámos de coração cheio e com muita vontade de repetir uma experiência destas.

Para terminar não tenho um Mercedes, mas senão fosse o seu valor, acreditem que tinha ido diretamente a um Stand comprar um. Realmente a Mercedes em termos de tecnologia e de segurança é incomparável.

Agora vou encher os meus baby boys de beijos e abraços.

Desejo-vos uma óptima semana



3 comentários:

  1. Ahaha não te imagino nada de mapa na mão! Faltava aí eu 😜 Por acaso já fiz esse mesmo passeio com road book há uns anos com a pick-up do Diogo, organizado pela Escape Livre e visitámos os mesmos sítios... bons tempos! Tenho fotos no facebook! Mas o que interessa é que conseguiram chegar ao fim 😘

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi um máximo!! Acredita que te ias surpreender..nem eu sei como me entendi com o road book. Temos de fazer um passeio destes a 4 :) Grande beijinho

      Eliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar