(Finalmente) o Novo quarto

5.11.20

Já faz um ano a primeira vez que partilhei sobre a mudança do quarto dos meus filhos. Entretanto meteu-se uma pandemia com direito a confinamento no meio e que me fez recuar um pouco, até que em Junho voltei a pegar nos meus rascunhos e dar-lhes forma.

Antes

Foi talvez das mudanças mais difíceis para mim, passei por vários testes de cores e por várias ideias, umas seguiram em frente mas na maioria todas elas acabaram por não passar de uma intenção.

Fazer de um quarto de catorze metros quadrados, um espaço onde vão dormir três crianças é uma "aventura" e se juntarmos a isto, um quarto misto ainda mais desafiante se torna.

Foram aqui que se prenderam as minhas dificuldades. Onde meter três cama? E quais as cores predominantes? 

A minha preocupação principal era que todos sentissem que aquele era o seu quarto. Não queria que fosse nem muito de rapaz para que a Constança não sentisse que aquele quarto não era dela, nem queria que eles achassem que perderam o seu espaço em prol da irmã.

Queria um quarto neutro, que transmitisse tranquilidade, sem "ruído" e que todos gostassem. Por saber do desafio que era fazer este quarto pedi ajuda à pessoa que decorou a minha casa e que tanto confio pelo seu gosto para me ajudar.

Foi a Inês que me ajudou a desbloquear algumas ideias e que me deu o empurrão que precisava para sair do papel para a ação.

Foram dois meses de alguns encontros, de testes de cores, de várias peças equacionadas para a decoração até que chegamos ao "é isto". Após termos decidido tudo foi encomendar todos os materiais, mandar fazer as colchas e almofadas e dar início à encomenda.

Não foi uma mudança fácil mas não podia estar mais contente com o resultado final. Ficou tal e qual como imaginei ou ainda melhor.

Mantive a cómoda porque adoro e ainda dá muito jeito para guardar roupas e mudei-lhe apenas os puxadores que comprei na Zara Home.

As camas tinha visto numa loja mas que devido à pandemia deixaram de ser comercializadas, não  mas como era mesmo aquilo que queria, não desisti e mandei fazer a um carpinteiro. Como o espaço não era muito optei por pendurar duas cestas da Indy Kids em cada canto da cama para que servissem de mesa de cabeceira. 




Placas | Clarilove

O berço que era do Tomás, que passou para o Francisco continuou para a Maria Constança. Mas para lhe dar um toque de romantismo acrescentei-lhe um Dossel também da Indy Kids para tornar aquele espaço mais mimoso.


As estantes dos livros inicialmente eram para ficarem na zona da cama, mas senti que o papel de parede merecia destaque e que não merecia ficar tapado por isso optei por criar à entrada do quarto um espaço de leitura. São da Vertbaudet.

Embora seja um papel de parede com muito destaque este imita os desenhos a lápis de carvão. Foi também das maiores indecisões para o quarto. As restantes paredes foram pintadas de um cinza clarinho para que o papel de parede se fundisse também na cor. 

A tinta que usei foi da CintraCor e adorei. A referência é: 552.80. 3000. 005L

Tanto o espelho que tornou o espaço ainda mais harmonioso e como o carrinho das bonecas são da Vertbaudet.



Os tecidos foi talvez das escolhas mais difíceis no processo mas que depois de ver combinado entre si ficou perfeito. Optei essencialmente por linho para lhe dar um toque mais "cozy". Gosto muito da Nomalism pela variedade e qualidade de tecidos por isso numa visita à loja fizemos as diferentes combinações. 





As almofadas bordadas fizeram o remate final, criando um ambiente mais clássico como tanto gosto. São da Dream Pillows



Aproveitei a colcha da Constança que já gostava muito para pedir à Anani Ananão para me fazer mais duas. O branco como dá com tudo é sempre fácil de conjugar outras cores no futuro por isso nem equacionei outra cores. Além de que adoro o seu toque e qualidade.

Quando ficou tudo e olhei para o quarto Adorei! Mas o mais importante foram eles terem adorado.

Depois


Nos próximos anos será este o quarto deles. Gostaram?





2 comentários: