8 meses de noites (mal) dormidas

27.2.20
8 meses de um amor que cresce todos os dias mais um pouco.

8 meses de gracinhas e de uns olhos que nos enche a alma.

8 meses cheios de noites mal dormidas.

Aí estas noites malditas que mais parecem pesadelos.

Confesso que nunca fui aquela mãe com filhos fofinhos que dormem desde sempre oito horas seguidas. No início ainda pensei que à terceira tinha acertado mas parece que MC só quis dar o ar da sua graça, porque nos últimos meses as noites têm sido tudo menos calminhas.

Aliás posso arriscar e dizer que têm sido mesmo infernais.

A MC nunca foi uma bebé de dormir muito de dia mas à noite adormecia com facilidade e dormia entre quatro a cinco horas seguidas mas entretanto foi crescendo e aprumando a técnica de não dormir.

Acredito muito em energias e até já pensei que o problema deve estar em mim pois acredito que lhes passo alguma energia que os faz não dormirem, dormirem na nossa cama e que mamem a noite toda.

Com a certeza que não é fome mas sim consolo por algo que não sei bem o que é.

E é nestas noites que o B repete consecutivamente que não vamos ter mais filhos.

A privação do sono é das piores coisas, faz-nos descompensar e andar em piloto automático.

Quero acreditar que possa ser só um pico de crescimento ou até mesmo que seja a vontade em estar com a mãe visto que durante o dia estou a trabalhar.

Sei que existem várias técnicas para os obrigar a dormir mas até ao momento ainda não houve nenhuma que me convencesse pois sinto que todas são anti natura.

O que é certo é que o sono, ou a falta dele é que nos debilita fisicamente e emocionalmente, deixa-nos mais irritados e com pouca paciência.

Neste momento é esta a nossa realidade porque isto de ter um bebé não é um mundo cor de rosa como os livros pintam, é duro, mas ainda não perdi a esperança que a noite seguinte melhore e se dê um milagre.

Sinto que tenho uma cama cheia de amor a custo de noites mal dormidas.

Contudo estão a ser oito meses maravilhosos e aos poucos e poucos sinto que a perco como bebé e isso ainda me custa mais assumir que as noites mal dormidas.

Look | MaryTale 

Placa | Caturra









1 comentário:

  1. Ai Vanessa, como percebo, o meu pequenino tem seis meses e as noites são o meu pior pesadelo. É um bebé extremamente exigente durante o dia e de noite também não há tréguas. Também achei que depois de um filho horrível para dormir este viesse mais calmo. Mas não. Mas de qualquer modo sinto igualmente que o tempo me foge entre os dedos e está a passar rápido de mais.

    ResponderEliminar