Pelo Monte da Ravasaqueira

20.9.18
Depois de um fim-de-semana intenso, o convite para conhecer o Monte da Ravasqueira veio mesmo na altura certa.

É sempre bom trocar a azáfama da cidade e o som dos carros por ar puro e pelo canto dos passarinhos.

São mais de 3000 hectares de campos cheios de histórias, de terra pura, identidade, de bons vinhos e de uma comida que nos faz suspirar e ganhar uns bons quilos.

Fomos recebidos com um picnic pelo monte, rodeados de vinhas e com uma paisagem a fazer perder de vista.





O dia foi passado a experimentar vinhos e foi difícil eleger o melhor. Do Branco, ao Rosé passando pelo tinto todos eram fantásticos, muitos deles com vários prémios nacionais e internacionais.

E desengane-se quem pensa que só os vinhos são as estrelas da Ravasqueira, o azeite e a geleia de vinho branco não ficam nada atrás.


Além de comer (muito) foi giro ver todo o processo do vinho, desde a colheita das uvas até ao engarrafamento. Tenho a certeza que agora quando olhar para um vinho vou lembrar-me de todas as etapas que aquele vinho passou até chegar à nossa mesa.




E ainda tive o privilégio de poder fazer o meu vinho aprender e fazer tapetes de Arraiolos, não que tenha muito jeito mas deu para nos divertir imenso.

Terminámos o dia, mais uma vez à mesa, com uma óptima comida regada com a reserva da família.



É um programa diferente mas igualmente muito giro para se fazer a dois, num grupo de amigos ou até em acções de team building nas nossas empresas.

Podem saber todas as informações aqui.




E foi com estas pessoas maravilhosas que tornaram toda esta experiência ainda mais maravilhosa.




Sem comentários:

Publicar um comentário