Batizado - O Dia (I Parte)

6.11.19
Feliz! Feliz! Feliz e com alguma nostalgia que vos escrevo.

Feliz...
... porque batizei a minha terceira filha
... porque pela terceira vez vi um filho nosso vestir o nosso vestido de família e que tanto significado tem para nós
... porque senti que naquele dia estava perante as "nossas" pessoas, que de alguma forma nos tocam, que estiveram presentes nos momentos bons e menos bons.
Foi com essa ordem de pensamento que fiz o nosso discurso: "foram já três batizados e sempre com as mesmas pessoas lado a lado, que privilégio!"
... porque voltei onde já fui muito feliz, oito anos depois voltei à Quinta onde casei. Uma quinta única, liderada por uma das pessoas com mais bom gosto que conheço. A Quinta do Roseiral fará sempre parte da nossa vida, da nossa família.
... porque a vida encaminhou-se de me concretizar um desejo que ficou pendente à oito anos, de fazer a cerimónia na igreja de Santo Isidoro.
... porque mesmo através de um écran, vos senti como "minhas".

Foi um dia que nasceu cinzento, com alguma chuva mas que terminou com a melhor cor de todas, a cor de rosa. Uma dia mágico e único!

Não gosto de sentir as festas como minhas porque não as sinto como tal, sinto-as para as minhas pessoas e é com esta máxima que me entrego de corpo e alma para que tudo corra bem.

Acabei o dia com a sensação de dever cumprido, mesmo com três filhos a precisarem de mim, consegui preparar tudo com o maior rigor possível, sendo que a palavra de ordem é e sempre será: Simplicidade. Com uma decoração bonita, cheia de brilho, de magia entre linhas, muitos pormenores à mistura e com os melhores fornecedores, tornou-se um dia único na nossa vida!



Os padrinhos da MC foram escolhidos com o coração. Pessoas a quem confiamos, a quem recorremos nos momentos de alegria e de tristeza. Onde a nossa vida se toca e que temos a certeza que na nossa ausência assumem o comando sem olhar para trás. Ser Padrinho e Madrinha é isto! E no dia foram incansáveis e estavam tão felizes como nós.
Se tivesse que escrever um capítulo sobre este dia terminava "rimos até nos caírem as lágrimas e fomos felizes para todo o sempre".

O Padrinho, amigo de infância do B e um dos maiores confidentes da nossa vida. A madrinha  a terapeuta do T, que foi para lá do profissional, que se tornou amiga, sócia, e a a irmã que nunca tive.




E o T e o FM? Esses dois, são os melhores irmãos mais velhos e os melhores filhos que podia desejar. Viveram connosco este dia de mãos dadas connosco. Os olhos falavam por si, brilhavam a cada instante e portaram-se super bem. O T embora doente, manteve-se firme e não vacilou por um momento, sem conversas, sabia o quanto aquele dia era nosso e o quanto precisávamos que tivesse bem. Já o FM é aquela criança com uma alegria inata e que vive a vida da forma mais intensa que há.
Foi o último a abandonar a festa e no fim já cheio de sono, disse que queria ficar a dormir ali.





Para eles optei pelos calções clássicos em tom cinza, combinado com uma camisa de tom pérola e com meias caneladas de tom rosa que combinava na perfeição com o fofo da MC para vestir após a cerimónia.
Os looks eram todos Be Chic, marca esta que me acompanha também desde sempre e inclusive foi quem desenhou e vestiu os meus meninos das alianças.
À última hora percebi que não tinha casaco de malha para eles, pedi ajuda pelo Instagram pois o meu tempo estava cronometrado ao segundo e vocês foram incansáveis. Foi graças a vocês que consegui os casacos tal como queria. A Ana da Amor Algodão foi uma querida e até se prontificou em entrega-los em mão visto que não havia tempo para o correio.
Não é fácil calçar as crianças com sapatos mais clássicos, pelo menos os meninos, por isso optei pelas tradicionais Carneiras em tons cinza e para ela uns sapatos azuis escuros amorosas da Pés de Cereja.






Para mim optei por um vestido arrendado da H&M Rosa, que transmitia tranquilidade e serenidade. Um vestido clássico que combinou na perfeição com o meu colar de pérolas.

Mas o vestido só por si não brilha senão tiver uma boa maquilhagem e um penteado à altura. E aqui uma vez mais recorri à Sparkl. Já não sei viver sem elas. Um serviço de excelência e que acabou com aquele "stress" de cabeleireiro. Vêm a casa à hora combinada e tudo se passa no conforto da nossa casa, sem trânsito, e sem as correrias.
Pedi que o cabelo fosse liso mas a Marta apresentou-me um penteado igualmente simples mas que sobressaía no vestido, não podia ter gostado mais do resultado final. Já a maquilhagem despensa qualquer comentário de tão simples e bonita que estava.



Para a vela, toalha e concha depositei tudo nas mãos da querida Filipa da Terços da Lupinha. Com a cor rosa sempre presente a contrastar com os brancos do linho e do bordado inglês.


Tudo captado pela lente inigualável da Centrimagem, que está na nossa família desde sempre. Na maioria das vezes as fotografias dispensam legendas porque é suposto que a lente capte a verdadeira essência do momento e isso a Centrimagem faz como ninguém.

Dia 1 de Novembro, dia de todos os Santos, há quem goste do dia, há quem odeie pela sua carga negativa.
Mas como o nosso padre disse, é um dia Santo! Um dia em que tínhamos os Santos todos connosco. Um dia feliz, único e que ficará na nossa memória para sempre.





+















Amanhã mostro-vos todos os pormenores e como esta nossa festa foi tão mágica.

Até amanhã à mesma hora.









Sem comentários:

Enviar um comentário