Ganhar coragem para os deixar ir

3.9.19
Era suposto ter começado a escola... ERA! Isto se eu tivesse ganho a coragem suficiente para os deixar ir.

Mesmo sabendo o trabalho que iria ter com a minha decisão, não consegui. A dias de começarem decidi que ficariam mais uma semana.

Optei por deixar a minha vida de lado e usufruir ao máximo da companhia deles.

A escola pode esperar mas o tempo com eles, não. Sei de antemão que este ano vai ser ambicioso para mim, com uma bebé pequena, com o Desenvolve-T a dar os primeiros passos, com o T nos 5 anos que só por si vai alterar toda a dinâmica familiar pois o horário é mais exaustivo, juntando a isto as terapias... Bom! É melhor não pensar já....

Nunca lidei bem com o regresso à escola. Depois de um mês intenso com os meus filhos custa sempre deixá-los ir.

E neste Setembro não é só um a ir mas sim dois. O FM vai pela primeira vez para a escola.

Com três anos e cinco meses está mais que na altura de começar mas mesmo sabendo isso custa vê-lo sair do ninho.

Sinto que precisa, mas tenho consciência que o início ou vai correr muito bem ou vai correr muito mal. Ele é mais dependente de nós e mimado ao contrário do T que é super despachado.

Uma coisa tenho como certa na próxima semana vou deixá-lo de coração nas mãos. E vamos ver quem chora primeiro se eu ou ele. Mãe sofre...

Nunca lidei bem com o crescimento dos meus filhos é talvez o meu maior defeito como mãe, sofro muito quando os vejo passar etapas, uma mera mudança de cama para mim já é um drama. Faço render sempre tudo ao máximo, talvez seja a minha consciência a não querer que cresçam.

Aos poucos vou reorganizado a casa para receber mais um ano letivo. Vou estruturando os dias e dando-lhes mais rotinas para que na próxima semana seja tudo mais fácil para todos.

O T entretanto já começou as terapias porque isso para mim é o mais importante nesta fase e ele pouco se importou pois as saudades eram tantas da terapeuta que até corre só para ir "trabalhar".

Até lá vamos ou vou preparando-me para mais um ano.






Sem comentários:

Publicar um comentário