A (in) tranquilidade de os deixar

9.1.20
Por ser o terceiro filho podia ser tudo muito mais simples, sem ansiedade e muito mais tranquilo mas filhos não são equações matemáticas.

O somatório deles leva-nos a elevar ainda mais a presença e o tempo com eles. Custa deixá-los ir, corta-nos a respiração saber que de um dia para o outro passamos a dois seres independentes.

Eles ainda sem perceberem bem os motivos que levaram esta separação e nós com um nó na garganta com o bater da porta, com a sensação de deixar o nosso bem mais precioso ao cuidado de terceiros.

Custa! Custa muito! E a quantidade de filhos não nos faz descomplicar no momento de ir. Dói e chega a doer bem lá no fundo.

No meu caso foram seis meses juntas, em que a nossa respiração se cruzava ao segundo.

Mas a vida é feita de encontros e de separações, e eu tinha mesmo de abraçar o meu outro bebé - Desenvolve-T, que até então tinha ficado a meio gás sem mim. A MC sei que fica bem pois fica nos braços da bisavó mais querida e atenciosa do mundo.

Mas mesmo assim custa deixá-la. Talvez porque tenha consciência que este primeiro ano é veloz e que nos foge das mãos.

O nosso corpo é obrigado a adaptar-se a esta nova vida pois deixa de estar disponível para o bebé 24h horas por dia. Faz-nos andar com bombas de leite atrás ou então a fazer corridas entre a casa e trabalho. No meu caso, encontro-me na segunda opção, e que bom é abrir a porta vê-la e lambuzá-la de beijos nem que seja por dez minutos. Na minha ausência existe um novo mundo para explorar cheio de texturas, cores e sabores.

O regresso ao trabalho obriga-nos sempre a reorganizarmos e eu ainda estou no processo. Está a ser uma semana de loucos, três filhos + 1 não é fácil mas com o apoio do marido tudo se consegue.

Esta semana fico a dever horas à cama, mas sei que a seu tempo, as pagarei, nem que seja quando os meus filhos tiverem 18 anos.

Até lá fico mesmo com sono.

Para todas as mães que vão agora deixar os seus bebés um beijinho grande nos seus corações.

Look | Maria Minorca 
Fotografia | Mu Blog





Sem comentários:

Publicar um comentário