A Grandeza da Trissomia

31.1.18
A Trissomia tem coisas inexplicáveis, que se sentem por quem vive de perto com este cromossoma que tem tanto de amor como de mágico.

A Trissomia é muito mais que um desenvolvimento (mais) lento que o padrão normal, trissomia é amor, é criar ligações únicas e fortes, é ser-se genuíno da forma mais pura que há, é olhar para a vida com o verdadeiro propósito de sermos felizes.

Não existe nenhum dia em que o T não me mostre a verdadeira razão da sua existência. Tenho a noção que ele veio a este mundo para mostrar-me o verdadeiro valor das coisas simples da vida.

Todos os dias dá-me verdadeiras lições, em que me põe a pensar, em que me emociona, em que me faz tão feliz!

Ainda na segunda-feira quando o fui buscar à escola, vi algo que me derreteu o coração e que me deixou sensibilizada.

O T estava na sua sala e à porta estavam imensas crianças de cinco anos a quererem entrar, até que a professora perguntou o que queriam e foi quando ouvi umas vozes em coro dizer "viemos ver o Tomás". Assim que o T ouviu o seu nome olhou para a porta e  ficou com os seus olhos a brilhar de tão feliz que ficou. E pronto, a sala foi invadida por crianças que aceitaram a diferença pela sua verdadeira essência e foram dar-lhe beijinhos e festinhas com o maior carinho.

Ninguém me contou, eu vi tudo isto a acontecer à minha frente.

São estas pequenas coisas que a trissomia nos mostra o quanto a diferença está no olhar de quem a quer ver.

Tenho noção que as crianças de cinco anos que o foram ver, não o fizeram pela trissomia, nem tão pouco por sentirem "pena" mas porque viram nele uma criança com um brilho especial e mágico de uma forma que não se consegue descrever.

Nesse mesmo dia quando fui trabalhar passei por um adulto com trissomia 21 que estava a varrer a rua e foi impossível não sentir um carinho especial naquela pessoa que estava mesmo ali calma e serena a apreciar as folhas caídas no chão para depois as deitar no lixo. Mas a pressa e a vida virada para nós próprios faz-nos solitários e como tal não disse nada, segui em frente. Mas quando voltei porque me tinha esquecido da agenda no carro, voltei a cruzar-me com ele e qual foi o meu espanto quando estava a falar com uma senhora de idade mas no seu sorriso deixava passar uma tristeza pois dizia que as pessoas passavam por ele e ninguém lhes dava um Bom Dia.

Naquele imediato disse-lhe Bom Dia e ele ficou todo feliz.

Realmente passamos a vida a correr, cruzamos-nos com imensas pessoas e somos incapazes de olhar para as pessoas de frente e de lhes dar um simples "bom dia".

E é este o dom da Trissomia. Um Dom que nos mostra o quanto a vida pode ser simples e tão feliz.

Jardineiras | Maria JOAH



3 comentários:

  1. E às vezes seria tão simples mesmo...
    Por vezes digo "bom dia" aleatoriamente na rua... por vezes recebe-se um bom dia e um sorriso de volta, outras nada...
    Beijinhos e felicidades! É um dom conseguir ver o mundo com uns olhos diferentes "do resto"...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo um dom nos dias que correm. Hoje em dia vamos na rua apenas centrados na nossa vida e isso cega-nos por completo

      Eliminar