O Nascimento do Baby FM

4.5.16

Nove meses depois e chegou o grande dia...

Foi sem dúvida uma gravidez "santa", recheada de muito amor e de "mimos", com alguns medos mas que também fazem parte.

Embora tenha sido muito parecida com a do T, esta foi vivida de uma forma mais calma pois uma segunda gravidez é mesmo isso..viver o momento de outra forma.

Esta gravidez foi mesmo até ao limite, 40 semanas. Não esperava pois a do T tinha sido às 37 semanas.

Desta vez esperei pelo momento e não fui surpreendida por ele, tinha tudo pronto, deu tempo para me despedir da minha barriga, de preparar a minha cabeça para mais uma etapa na minha vida. Se por um lado é bom termos tempo para fazer tudo e deixar tudo assegurado para quando o Baby nasce, por outro dá tempo de pensarmos muito sobre tudo...o que na minha opinião não é muito bom.

Desde as 37 semanas que esperava pelo acordar com o rompimento das águas, mas tal nunca aconteceu, comecei a fazer os ctg's e nada acusava, o meu médico, Dr. JL lá me foi dizendo que desta vez chegaria às 40 semanas e lá me fui mentalizando.

Dia 22, dia de consulta, lá fomos todos optimistas de ter notícias, mas ainda tudo muito atrasado e assim o Dr. JL optou por induzir o parto no dia 27 de Abril, dia em que completava as 40 semanas... lembro-me que nesse momento fiquei branca, como era possível ter passado tão rápido estes nove meses, como era possível estar a cinco dias de conhecer o Baby FM... Estes dias que antecederam o grande dia, foram dias em que me senti mais ansiosa, e estava tudo menos tranquila, embora mostrasse que estava confiante...não estava! Estava sim cheia de medo, medo que alguma coisa corresse mal, medo de voltar a sofrer, medo de tudo... o medo era tanto que dava por mim muitas vezes a querê-lo mais tempo na minha barriga.

Chegou o dia 26, caminhei, subi escadas, desci...tudo na esperança de ter um parto natural e não induzido mas tal não aconteceu, o despertador tocou às 6.30h e era altura de levantar para ir enfrentar um dia cheio de emoções.

Nunca culpei ninguém sobre o que me tinha acontecido, não guardei qualquer ressentimento pelo hospital ou pelos profissionais que lá trabalham, sabia que o meu caminho não era por aí.. e assim manti tudo como do T, voltei ao Hospital Cuf Descobertas para ter o meu segundo filho, com o meu médico.

Tudo começou com a toma de um comprimido, para acelarar o parto, depois foi esperar que tudo se desenvolvesse.





O Dr. JL foi pela manhã ver-me e disse-me que estava ainda tudo muito atrasado, e que talvez precisasse de uma segunda toma para acelerar mais o processo..nessa altura tive um feeling que talvez pudesse ir para a cesariana pois o colo continuava rijo e com um dedo de dilatação.



Entretanto avisei a pediatra do T e agora do Baby FM para que soubesse que iria ter o Baby, infelizmente estava fora de serviço nesse dia mas iria assegurar tudo com a Dra. S. Nessa altura o meu coração gelou... não que tivesse alguma coisa contra a Dra. S mas porque tinha sido ela que tinha dado a dura notícia quando foi do T e não tinha boas recordações... Bem mas depois tinha o meu lado mais racional a funcionar e a dizer para mim.. "calma, porque desta vez vai ser diferente".

Mas não foi fácil...

As horas passavam e perguntei se podia andar um pouco pelos corredores, já estava um pouco farta de estar deitada e lá fui andar ora com o B, ora com a minha mãe. Das vezes em que andava com a minha Mãe pelo corredor, fui ter com uma pessoa que conheci na altura do parto do T, a IV, uma pessoa fantástica, com todos os adjectivos possíveis, pois a I foi incansável para que eu estivesse sempre bem e tranquila. Desabafei com ela sobre o que estava a sentir, e ela já sabia que seria a Dra. S a assistir ao parto, depois comentei que tinha visto a enfermeira/parteira que tinha estado comigo quando foi do T, ao qual ela me disse que a equipa do Baby FM seria a mesma que foi do T, mas disse-me de uma forma sensibilizada e eu sofri com ela isso que me estava a acontecer... foi impossível não conter as lágrimas, as minhas, as da minha Mãe e as da I. Talvez fosse o medo a falar mais alto... mas eu estava em pânico, medo de voltar a sofrer tudo o que sofri... e para ter um conforto melhor conseguiram assegurar que teria o B e a minha Mãe a estarem ao meu lado no momento do parto.

As horas iam passando e com elas as dores também aumentavam e assim pedi a epidural pois já começava a não suportar as contracções... Já mais calma, com a "melhor amiga" Epidural a fazer efeito sentia-me nas "nuvens".. mas perto das 17.30h o ctg começou a acusar desacelerações no coração do Baby FM, o DR.JL entrou de imediato no meu quarto e dali não saiu mais, informou-me que se aquilo continuasse tinha de ir para cesariana, aí percebi que alguma coisa não estava bem..mas tentei pensar positivo, nunca mais o meu olhar largou de vista o ctg e cada vez que o coração desacelarava do Baby o meu desacelerava com ele, mas por muito medo...

18.45h, continuava com dois dedos e o Dr.JL não quis arriscar, e não adiou mais, vamos para cesariana, parecia que estava a adivinhar... e lá fui cheia de medo, percorri todo o corredor até ao bloco de partos a pensar em tudo, tinha percebido que o que se estava a passar não era algo favorável para o Baby FM, estava em sofrimento fetal e tinha de ir para cesariana de urgência.

Entrei no bloco de partos, e tinha aqueles focos de luzes no meu olhar, meteram-me um pano à frente e só via o meu médico e a sua equipa a preparar todos os materiais, pouco depois estava já toda ligada e tinha o meu dedo indicador a mexer, pois só queria que alguém me visse...e lá me perguntaram porque tinha o meu dedo no ar..e lá disse.."falta aqui o meu marido" e lá o foram chamar, e um minuto depois lá entrou o B e a minha Mãe... naquela altura..só dizia que estava com medo e que tinha receio que o Baby FM não tivesse bem...

Tinha as minhas mãos dadas com as do B... e a minha mãe tinha a sua mão sobre a minha testa para me acalmar.

Passados uns cinco minutos, já cá estava fora e só queria ouvir o seu choro, só perguntava ao B e à minha Mãe se ele estava bem, e disseram que sim, mas eu só queria ver com os meus olhos, até que o vi e aí sim vim que ele estava óptimo, cheio de vida e um giraço.

Entretanto a Dra. S, veio ter ao meu encontro e deu-me os Parabéns e disse-me que o Baby FM era perfeito e que estava tudo bem. Dei-lhe a mão e agradeci.

Naquele momento consegui viver toda a felicidade que se sente quando se têm um filho!! Só queria estar junto dele, viver de uma forma tranquila aquele momento.



Francisco Maria
3365Kg
51 cm
27 de Abril
19h25







Algo que me tinha sido tirado há 20 meses, no nascimento do T, embora o amasse de uma forma incondicional desde o primeiro segundo que o vi, não consegui viver o momento em pleno pois foram muitas emoções juntas.

Enquanto estava no recobro, só queria estar com ele, e não queria perder nem um segundo a não olhar para ele, foi sem dúvida um momento mágico e confesso que até estava aparvalhada pois naquele momento estava a viver tudo de uma forma tão tranquila e com uma felicidade extrema. 

Quando cheguei ao quarto eu e o B não cabíamos os dois de tanta felicidade, estávamos radiantes com o novo membro da família. Passamos a noite a deslumbrar o novo elemento da família e a falar o quanto desta vez as coisas foram diferentes e o quanto estávamos felizes por vivermos na primeira pessoa o que se sente quando se acaba de nascer um filho.


Foi um nascimento vivido de uma forma muito diferente, e inevitável não recordar tudo o que tinha ali vivido mas de outra forma.

Quero agradecer uma vez mais ao meu médico, Dr. JL, a Dra. S, à Professora AN e a toda a equipa envolvida por me terem feito sentir em casa e por todo o carinho, profissionalismo e disponibilidade. 

E um muito sincero, Obrigada à IV por me ter acompanhado em mais uma etapa e por todo carinho que jamais esquecerei.

Aproveito também para agradecer a todas as mensagens que recebi e que me encheram o coração nestes dias tão especiais para mim.





















A mascote da Cytothera. Adorei a prontidão no serviço e todo o profissionalismo. Tenho a certeza que tomei a melhor decisão para o Baby FM e para a família. Espero que nunca precise mas uma coisa é certa as células estaminais já estão asseguradas.







Antes de irmos embora tivemos a benção do Senhor Padre Cruz. Obrigada Sr. Padre por todas as palavras e por ter abençoada a minha família.

Baby FM Look: Be Chic

T Look: Be Chic

Mom's Look: Be Chic








16 comentários:

  1. Muitas felicidades para si e para a sua linda família :) bj grande dos vindo dos Açores :) tudo de bom para os 4 :)

    ResponderEliminar
  2. Impossível não sermos tocados por esta família. Também tenho dois rapazes com pouca diferença e passa tão rápido!!! É de aproveitar todos os momentos, a alegria supera todo o trabalho e o cansaço. Hoje tenho saudade quando eram bebés. - Toca a sermos felizes!!!- Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Mais uma vez muitos Parabéns, mtas felicidades a toda a família!

    ResponderEliminar
  4. Impossível não chorar ao ler o teu testemunho. Tens uma família linda e mais não podes pedir, todos são perfeitos nas suas imperfeições. As fotos estão fantásticas. A minha Ema tb foi de cesariana e também senti medo. Obrigada pela partilha. beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Andreia,ao ler , no meu rosto foi caindo uma lágrima de felicidade, lindo

    ResponderEliminar
  6. Andreia,ao ler , no meu rosto foi caindo uma lágrima de felicidade, lindo

    ResponderEliminar
  7. Como eu percebo cada palavra! A vinda do nosso segundo filho, também foi vivida de forma diferente. Senti-me mãe pela primeira vez em duplicado. Todos os medos e receios estavam lá, mas depois de ter a confirmação visual que se tratava de um bebé "normal" foi a felicidade extrema. :-)
    As fotos estão lindas e fazem-me recordar as minhas na altura do nascimento do Henrique, o Tiago (o meu filho com T21) tinha exatamente a mesma cara de felicidade que o Baby T tem nestas fotos. Foi bom, tem sido bom para ambos e eo Tiago foi sempre tão carinhoso com o irmão quando ele era bebé.
    Disfrutem ao máximo e muitas Felicidades à vossa familia!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico mt feliz!! :) muitas muitas felicidades!!

      Eliminar
  8. Parabens Andreia! Desejo vos as maiores felicidades do mundo...
    Dr JL fantastico como sempre ��
    O meu João nasceu com o mesmo peso e altura que o baby FM pelas maos do Dr JL tambem...
    Gratidão Eterna... ❤❤❤

    ResponderEliminar
  9. Parabens Andreia! Desejo vos as maiores felicidades do mundo...
    Dr JL fantastico como sempre ��
    O meu João nasceu com o mesmo peso e altura que o baby FM pelas maos do Dr JL tambem...
    Gratidão Eterna... ❤❤❤

    ResponderEliminar
  10. Emocionei-me com cada palavra, como se fosse uma felicidade também minha... vocês são lindos por fora e por dentro! Irradiam uma luz linda e cheia de paz e boas energias... o bebé FM é um príncipe, tal como o irmãozinho TM, há uma foto em que ele foi apanhado a sorrir... simplesmente maravilhoso! Que Deus vos abençoe e SEJAM MUIIIITO FELIZES! <3

    ResponderEliminar
  11. Muitos, muitos parabéns!!!
    O Dr JL também é o meu médico, e também ele fez o parto do meu Duarte. É, sem qualquer dúvida, extraordinário! A IV é, realmente uma doçura. Conheci-a fora do contexto hospitalar e é maravilhosa!!!!!
    Que a felicidade se mantenha sempre nas vossas vidas!
    Cruzar-nos-emos, brevemente, no centro =)
    Beijocas grandes para todos!

    ResponderEliminar
  12. Sem sombra de dúvida é a minha grande inspiração!!! Tenho o meu A com um síndrome raríssimo também é genético que só se descobriu quando nasceu pois nas ecografias e marcadores deram tudo bem. Graças a Deus tudo está a correr bem. Com fisioterapia e Terapia ocupacional eles chegam lá ����. O meu pequeno tem 7 meses e queroo muito ter outro filho!! Andreia obrigada por partilhar toda a sua história porque pra mim dá me força para continuar ����

    ResponderEliminar
  13. Parabéns :) são os 2 lindos! Muitas felicidades para todos :)

    ResponderEliminar
  14. Gosto muito de seguir o seu blog! Muitos Parabéns e Felicidades! Parabéns ao Tomás por ser agora o mano mais velho! E Parabéns aos Papás! Beijinho

    ResponderEliminar