O Amor não conta Cromossomas

21.3.19

Hoje celebra-se o dia Internacional da Trissomia 21. Um dia que nos tempos de hoje já não deveria ser representativo mas ainda o é.

O T é muito mais que um cromossoma assim como todas as crianças que nascem com esta condição genética.

Não é bom, nem é mau. É normal!! Tem o seu "q" de dificuldade como tantas outras coisas na vida.

Mas infelizmente as questões físicas ainda limitam muito a igualdade de oportunidades.

Todas as crianças devem ter o direito à vida e ser felizes, tenham elas trissomia, autismo, sejam gordas, magras ou de cor.

Caminhamos para uma sociedade de igualdade mas cabe a nós fazer a diferença.

São as diferenças que enriquecem o ser humano e que fazem desta sociedade um mundo melhor.

Há um ano dei voz a muitas famílias com o lançamento de um livro pioneiro no mercado onde aborda a maternidade, a trissomia e o amor.

Hoje espero chegar ainda mais além com este vídeo de mães que mostram da forma mais simples e genuína o que é ter um filho com Trissomia 21.

Não sou eu que vos digo que é possível mas sim todas estas crianças que de certa forma mostram que o amor é mais que qualquer cromossoma extra.

Obrigada a todas as mães que alinharam comigo neste vídeo e que tornaram possível esta minha ideia.






6 comentários:

  1. O meu filho foi diagnosticado com autismo aos cinco anos apóas muita persistência da minha parte, també luto por um mundo melhor para ele e adorei o vídeo.
    Flora Rodrigues
    https://cronicasdeumamaeatrapalhada2.blogs.sapo.pt/

    https://cronicasdeumamaeatrapalhada2.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Andreia pois devia se fazer mais iniciativas destas pelos nossos filhos pois quando o Santiago vê o vídeo diz que é o bebe o mano e a mãe esta de parabéns

    ResponderEliminar