Uma barriga que chegou ao fim

19.2.21

Nunca em momento algum pensei escrever sobre este tema. Já me tinham abordado para o fazer mas jamais poderia escrever sobre algo que desconhecia por completo. Ainda para mais quando se trata de um assunto tão delicado como este.

Até que infelizmente chegou o dia de vos falar na primeira pessoa. Algo que nunca me tinha ocorrido viver mas a vida nem sempre é amiga. Gosta de testar a nossa força e de ver até quando aguentamos.

Uma gravidez que se enfrentou com entusiasmo e com um medo avassalador chegou ao fim às 19 semanas.

Não sei como vos dar esta notícia, porque ainda nem eu percebi o que me aconteceu. Acho que nem tão pouco ultrapassei este pesadelo que se apoderou da nossa família.

No início achei que seria apenas um pesadelo, até acordar e olhar à minha volta e perceber que não passava de uma realidade que tinha chegado para me testar ao limite, que me fez chorar, que me tirou o ar mas que me uniu ainda mais com a minha família e com os meus verdadeiros amigos.

Sei que não existem muitas palavras para esta situação que vai muito além do normal, também não as espero porque nem eu as tenho.

Peço-vos apenas respeito nesta fase delicada da minha/nossa família, que não me façam perguntas e que me deixem viver esta dor e gerir tudo o que nos aconteceu de uma forma o mais tranquila possível.

A seu tempo e se conseguir falarei mais sobre o assunto mas até ao momento preciso de viver esta dor apenas para mim e para os meus.

Agora Deus...

Concede-me serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar.

Coragem para lidar com as que posso lidar

Sabedoria para distinguir uma das outras, ouvir o meu coração e apaziguar o meu ser.

Que eu escolha fazer desta máxima a minha prioridade. Tudo tem um propósito e não é o que me acontece que têm mais poder mas sim aquilo que eu faço com que o que me acontece. O poder todo está aí.

Agora só quero respeito!

Um beijinho

Andreia 




Sem comentários:

Publicar um comentário