Noites complicadas

3.1.19

20.30h - Acabei de deixar o T na sua cama a dormir. Ao contrário da nossa rotina foi para a cama muito mais cedo do que o normal.

Hoje ainda meio atordoado começou tudo outra vez, voltou às terapias e à escola e parece que já não estava habituado ao corre corre das suas tarefas.

Quando o fui buscar a terapeuta tinha-me dito que tinha sentido uma maior projeção da língua e alguma baba o que não é normal.

O que é certo é que comigo continuou com esse registo e ainda com muito choro à mistura.

Associei o seu choro ao cansaço e consequentemente antecipei o jantar e levei-o para cama.

No meio disto tudo a língua continuava muito projetada que é algo que me incomoda e que mexe comigo, tentei ignorar mas nem sempre é fácil.

Dei o jantar, entre teimosias, choros e desespero e frustrações (da minha parte) e aconcheguei-o a mim.

Senti que precisava de mim mais que nunca, mergulhei nos lençóis com ele e ali ficámos, sem choros e repreensões apenas mimo.

Meti de lado a minha exigência e a sua língua, respirei fundo e dei-lhe apenas o aconchego e a minha compreensão.

Adormeceu sereno e eu tranquila como mãe pois naquele momento fiz o melhor que soube.

Nem sempre é fácil eu sei mas hoje foi assim que o meu coração me indicou o caminho.

Com a certeza que o amanhã será melhor.



8 comentários: