Dói mas no coração

11.1.19
A Amniocentese é uma técnica de diagnóstico pré-natal que serve para excluir possíveis anomalias cromossómicas, monogénicas e algumas infeções fetais.

É um exame delicado pelo seu risco e deve ser ponderado e perceber-se os motivos que nos levam a fazer tal exame.

É um exame com uma taxa de aborto de 0,5 a 1% pois é feita uma perfuração da bolsa de águas do feto. Não é doloroso fisicamente mas sim psicologicamente.

Quando a agulha espeta não se sente dor física mas sim uma dor enorme no coração pois sabemos que embora a agulha seja fina vai perfurar o local onde o nosso filho se encontra.

É vê-lo a ter o seu espaço quentinho invadido por um objeto estranho. E nós ficamos ali coladas ao écran a rezar para que ele não se mexa e que não se sinta esta violação ao seu espaço.

Foi uma decisão minha e sem qualquer indício de algo. Também o fiz com o FM e desta vez também não equacionei não fazer.

Aqui não é uma questão de aborto ou não, é uma questão de preparação para alguma eventualidade que surja no caminho.

Contudo tenho noção que tanta coisa pode acontecer naquele bloco de partos e que podem surgir tantas outras complicações mas aí deixo na mão de Deus.

Acima de tudo quero viver  uma gravidez em paz e saborear cada pontapé sem aquela sensação de  "e se?". Descobri a Trissomia do T no parto e sei o que é o mundo fugir-nos dos pés sem qualquer aviso prévio...

Sei tudo o que implicou esta minha decisão mas também é importante respeitar os motivos que levam uma mãe e um pai a tomar tal decisão.

É uma decisão pessoal e deve ser tomada em conjunto e com as certezas que tudo pode correr bem mas que também tudo pode correr mal. A taxa de aborto é pequena mas existe e isso não pode ser esquecido.

Tenho um buraco na minha bolsa, e tal como uma ferida ela tem de cicatrizar por ela, os tecidos devem unir-se por isso estou de repouso absoluto para que tudo se feche de uma forma natural.

O meu coração está tranquilo por este bebé mas inquieto por saber que tenho o FM ainda doente, a precisar do meu abraço, do meu colo e eu sem lhe poder dar.

Mas não havia forma de adiar a ameniocentese...

Expliquei-lhe que a mãe ia ter um "dói-dói" na barriga e que não podia estar com ele mas não sei se percebeu.

Custa-me sentir que não estou com ele quando ele tanto precisa de mim.

É isto que como mãe me custa tanto, é abdicar de um filho em prol de outro.

Podia não vos ter dito deste exame mas senti necessidade de o fazer porque sou umas mulher e mãe com tantas inseguranças e seguranças como vocês.

12 semanas 
Fotografia tirada pela Centrimagem Estúdio 



26 comentários:

  1. Adorei as tuas palavras, ao lê-las revi-me tanto nelas. Obrigada pela partilha e a mando-te toda a energia positiva deste mundo! Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. "abdicar de um filho em prol de outro"... Como a compreendo! E uma sensação tão difícil de gerir! E eu faria o mesmo, no seu lugar. Quando souber o resultado partilhe, por favor! Por aqui torcemos que esteja tudo bem! Se não estiver, não será o fim do mundo, como sabe melhor do que ninguém. Mas que venha repleto de saúde!!!

    ResponderEliminar
  3. Tudo de bom nesta gravidez! Seja doce e tranquila como tem de ser. E Obrigada pela partilha. :)

    ResponderEliminar
  4. Grande mãe! Tudo vai correr bem . O FM vai melhorar em breve. Bjnhs

    ResponderEliminar
  5. Andreia e porque a amniocentese? Penso que já existe a análise ao sangue que substitui esse exame...não é invasivo...

    ResponderEliminar
  6. boa recuperação!
    vai tudo correr bem!!♥

    ResponderEliminar
  7. Obrigada pela partilha, envio-lhe muita energia positiva 🙏
    Como a entendo na perfeição e agora ainda mais com a terceira bebé, é um sentimento de culpa que nos ocupa o coração. Mas sei que tentamos dar o nosso melhor como mães, mas neste momento nós somos uma para três, é complicado. Mas tudo se faz com muita paciência e compreensão. Desejo tudo a correr bem e muito descanso. Beijinhos grandes 😘💖😍

    ResponderEliminar
  8. Parabéns pela sua partilha.
    Eu há 10 anos atrás também tive que fazer,é de cortar a respiração mesmo.
    Mas no final tudo recompensa,tenho uma princesa linda.
    E fui mama recente de um príncipe,também tive que fazer o rastreio,ele neste momento tem um mês,e é super saudável.
    A si só tenho que lhe dar novamente os parabéns,pelas partilhas que faz diariamente.
    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo carinho e parabéns pelo mais recente membro da família ❤️

      Eliminar
  9. Fiz amniocentese há 14anos atrás da minha filha correu tudo bem. Tenho uma filha linda de 13 anos e de
    sem grandes problemas. Na gravidez do meu segundo filho o obstetra desaconselhou-me a amniocentese, fiz o teste genético. Tive um bebé lindo e alegre até aos 18 meses. A partir daí começaram os problemas. Esta diagnosticado com T.E.A desde os cinco anos. É um menino lindo fantástico e muito inteligente mas não verbal Não há amniocentese , nem teste genético que detetem certas coisas. Mas tenho a certeza que vai correr tudo bem. Deus é grande e merece!
    @flora.rodrigues.68
    https://cronicasdeumamaeatrapalhada2.blogs.sapo.pt/




    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Flora, há coisa que nunca saberemos e há coisas que nenhum exame detecta mas nós cá estamos para tornar os imprevistos em grandes vitórias!! ❤️

      Eliminar
  10. É por isso que é o meu blog favorito ��

    Por ser uma mãe real ✨

    ResponderEliminar