A dura realidade de ter filhos com necessidades especiais

12.3.21

Sempre vos falei da dura realidade de ter filhos com necessidades especiais. 

O caminho nem sempre é feito de rosas, existem cravos mas é preciso ter a audácia para os respeitar e aceitar de cabeça erguida.

Mas depois existem coisas que vão muito além do acreditar e do querer. É preciso ter dinheiro, e muito! É necessário ajustar o orçamento familiar vezes sem conta.

E é necessário abdicar de muitas coisas em prol do melhor desenvolvimento possível para os nossos filhos.

Mas depois há quem nem consiga sequer abdicar de nada, porque ou se come ou dá-se "qualidade de vida" e nestes casos prevalece o comer.

É triste, é frustrante e revoltante! Falamos de crianças! De crianças que embora com necessidades especiais deviam ter o direito de poder sonhar por uma "normalidade" que ainda é tão difícil de ser vista nos olhos de outros.

Chamo a isto igualdade de oportunidades e todas as crianças deviam ter esse direito, da mesma forma que também têm o direito de comer e de se vestir.

Quando se fala de terapias, fala-se de sonhos e de um futuro! E é isto que nós pais, apelidados como "especiais", queremos! 

Não é uma questão de querer ter dinheiro para comprar a moradia luxuosa que se vê no Instagram, mas para proporcionar o melhor desenvolvimento para o seu filho.

Desenvolvimento esse que traçará o seu futuro para todo o sempre!

Quantas mães trabalham de solo a solo para sustentar este sonho? Muitas!

Quantas choram todos dias com forme porque aquele dinheiro que custa tanto a ganhar foi cêntimo por cêntimo para cada terapia? Muitas!

Quantas se vêm à beira de uma depressão profunda por não conseguirem darem mais? Muitas!

E quem se importa com isto? Ninguém! O estado não quer saber. Não importam estas crianças e para muitos nem deviam estar neste mundo!

E isto é, e sempre será a minha maior revolta! É preciso olhar para estas famílias! Dar-lhes a mão!

Estas crianças serão o nosso amanhã e devíamos ter a obrigação de as incluir na sociedade.

Felizmente sou uma das mães sortudas que teve e ainda tem suporte financeiro dos pais e que conseguiu abdicar de luxos em prol do mais importante.

Mas há quem não consiga de todo abdicar. Existem famílias com rendimentos de 500€ e isso muitas vezes é o preço a pagar por um bom desenvolvimento.

E foi a pensar nesta dura realidade, que juntamente com a terapeuta do Tomás criámos um crowdfunding para juntas, com o Desenvolve-T conseguir ajudar entre duas a três famílias carenciadas (devidamente comprovadas) com filhos com necessidades especiais, garantindo assim um ano de terapias.

Não importa quanto, importa apenas que ajudem, porque todo o dinheiro angariado fará a diferença nestas famílias!

Nunca vos pedi nada até ao momento, mas hoje peço a vossa ajuda, ajudem e partilhem esta causa!

Obrigada 💓

Mais informações aqui.



                                                                                               Desenvolve-T



Sem comentários:

Publicar um comentário