Uma exaustão de felicidade

25.4.19
Foram e estão a ser dias intensos.

Optámos por esta semana tirar uns dias para vivermos uns para os outros e sem dúvida que viver em modo "slow living" faz-nos ver a vida com outros olhos, pelo menos damos valor às coisas simples que tantas vezes nos escapam entre a correia do dia a dia.

Mas nem tudo é um mar de rosas, o T e o FM estão na flor da idade, na idade da descoberta, de testar todos os limites (os deles e os nossos), das traquinices, dos pulos, brincadeiras físicas e de tudo o que esta idade tão gira mas tão cansativa implica.

Numa fase em que a barriga já começa a pesar, houve dias que me senti sem energia, porque isto de ter dois filhos de 2 e de 4 anos e uma barriga de 31 semanas é um pouco caótico.

Foi impossível não pensar como seria esta casa com três filhos, de equacionar se estamos assim tão preparados para uma vida em festa constante porque isto de ter filhos é mesmo um carrossel de emoções.

Os dias têm sido vividos a quatro, sem ajudas de terceiros e onde as horas de descanso são poucas. Dormem uma hora durante o dia e nessa hora pouco vejo o sofá e assim que acordam começa mais uma aventura.

As noites pouco são mais calmas pois a excitação deles prolonga-se até às horas impróprias para crianças, e aqui embora seja duro, somos mais benevolentes porque sabemos que férias é mesmo isso, é viver sem rotinas.

Momentos a dois nem vê-los, é quase como os mosqueteiros "um por todos, todos por um".

Mas com ou sem descanso têm sido dias felizes e certamente segunda deixarão saudades.

Sweat | Clube do menino 

Ténis | Pés de Cereja 
Calças | Zara 



Sem comentários:

Publicar um comentário