As primeiras roupinhas

3.4.19
As primeiras roupas dos nossos filhos serão sempre as primeiras roupas.

Vão ter sempre aquele toque e cheiro tão nosso. Vão fazer parte sempre da nossa memória.

Não é fácil comprar roupa para os primeiros meses porque nunca sabemos se o bebé vai nascer grande ou pequeno. É tudo muito incerto e com ideias vagas.

Sinto-me sempre um pouco perdida quando estou a escolher os tamanhos.

O melhor será 0 ou 1 mês? Será que vai ficar grande ou pequeno? São perguntas que me acompanham sempre quando estou a comparar os tamanhos.

Por norma opto mais pelo tamanho 1 (mês) porque na realidade quando o bebé nasce de termo veste muito pouco tempo o tamanho 0.

Mas é sempre um "totoloto". Depois existe o tempo... será que vai estar frio ou calor? E aqui não vacilo muito, compro a roupa adaptada à estação do ano mas sempre com algumas mangas compridas e calcinhas interiores de algodão e casaco para os bebés de verão porque nem sempre o tempo é certo. E é sempre bom para uma noite mais fria.

Mas não sou de comprar roupa para muitos meses porque aí é sempre um risco muito grande porque o tempo nem sempre bate certo com a estação. Compro roupa para os primeiros três meses e depois vou comprando à medida que cresce.



Contudo embora o mundo dos bebés seja absolutamente maravilhoso, tudo é querido e irresistível, não há necessidade de se comprar roupas e mais roupas porque na verdade os primeiros meses são passados em casa e como tal o que nós queremos é que eles estejam confortáveis.

Aqui o importante é investir em roupa interior, seja body's, calças interiores ou babygrows pois é o que vão vestir por mais tempo. A roupa mais elaborada fica mesmo para as saídas, que aqui os bebés de verão abusam mais porque com o tempo bom sabe bem apanhar ar.

Não existem muitos segredos, nem quantidades certas sobre este assunto, o mais importante é termos bom senso, nem pouco nem demais, optando sempre por mais básicos que o restante.

Claro que isto na teoria é muito bonita mas quando entramos nas lojas não conseguimos racionalizar com tanta coisa gira.

Por fim, não esquecer que as roupas devem ser tratadas com alguns cuidados pois a pele dos bebés são mais sensíveis que a nossa.

10 Dicas para cuidar da roupa do nosso bebé:


  • É importante escolher um detergente de roupa delicado (sem alergéneos e testado dermatologicamente). Por norma compro sempre detergente exclusivo para bebés.
  • Não ultrapassar as dosagens do detergente pois uma dose excessiva de detergente faz com que este não seja eliminado na totalidade, o que favorece a irritação da pele em contrapartida uma dose insuficiente resulta numa lavagem ineficaz. 
  • Não é recomendado o uso de amaciador para evitar alergias.
  • Escolher o programa de lavagem adequado na máquina. Os programas curtos e económicos devem ser evitados já que o enxaguamento é geralmente curto e pode deixar resíduos de detergente.
  • Separar a roupa para lavar, não é aconselhado a roupa do bebé estar misturada com a restante da família. Eu separei sempre no primeiro ano do T e do FM.
  • As etiquetas devem ser retiradas para que não arranhe a pele do bebé. Mas atenção não elimine tudo porque eu na gravidez do T fiz isso e depois nem sabia a que mês correspondia a roupa, nem se poderia ir à maquina. Era quase como se tivesse a "jogar ao jogo da sorte".
  • Escolher a temperatura certa para a lavagem. Roupas com mais sujidade, como babetes, toalhas de banho ou lençóis recomenda-se uma temperatura mínima de 60º para que elimine por completo todas as bactérias.
  • As meias, gorros devem ser lavadas dentro de um saco próprio para que se garanta uma boa viagem e assim evitarmos que se percam como é hábito. Aqueles mistérios das meias...
  • Secar bem a roupa do bebé, não se deve deixar a roupa por muito tempo na máquina após a sua lavagem. Deve ser estendida ao ar de imediato e evitar as máquinas de secar.
  • Passar a roupa apenas antes de a arrumar. O calor é uma forma de esterilizar a roupa e impedir que algum alergeno possa provocar alguma reacção alérgica no bebé.


Cesta muda fraldas | Indy Kids 






Sem comentários:

Publicar um comentário